Sequências didáticas descritas por professores de matemática e de ciências naturais da rede pública: possíveis padrões e implicações na formação pedagógica de professores

Didactic sequences described by teachers of Mathematics and Natural Sciences within a public school: possible patterns and implications in the pedagogical formation of teachers

Maria Raquel Miotto Morelatti Paulo César de Almeida Raboni Leny Rodrigues Martins Teixeira Eliane Maria Vani Ortega Monica Fürkotter Edméa A. R. S. Raboni Regina Célia Ramos Sobre os autores

Este artigo tem como objetivo analisar sequências de atividades ou sequências didáticas descritas por professores de Matemática e da área de Ciências Naturais das escolas do Ensino Fundamental e Médio de Presidente Prudente (SP), na tentativa de identificar padrões implícitos nestas sequências, que possam revelar concepções de ensino destes professores. Ao analisarmos como 76 professores de Matemática e 61 de Ciências Naturais descrevem a sequência que utilizam em sala de aula, constatamos que a ação predominante é do professor nos três principais momentos da aula (início, desenvolvimento e avaliação). O professor inicia o conteúdo, estabelece a sequência, expõe, determina procedimentos, conclui e avalia, cabendo, ao aluno, a execução de atividades. Há uma diferença entre as sequências descritas nas duas áreas e algumas tentativas periféricas de superação do modelo tradicional de ensino. Essa questão é discutida tendo como foco os saberes da docência e a formação pedagógica do professor.

Sequência didática; Concepções de ensino; Formação de professores; Ensino de matemática; Ensino de ciências


Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Av. Engenheiro Luiz Edmundo Carrijo Coube, 14-01, Campus Universitário - Vargem Limpa CEP 17033-360 Bauru - SP/ Brasil , Tel./Fax: (55 14) 3103 6177 - Bauru - SP - Brazil
E-mail: revista@fc.unesp.br