Accessibility / Report Error

Coletores de lixo e enteroparasitoses: o papel das representações sociais em suas atitudes preventivas

Garbage collectors and intestinal parasitosis: the role played by social representations in its prevention

Resumos

O objetivo desta pesquisa foi investigar a prevalência de enteroparasitoses em coletores de lixo do município de Patrocínio - MG, e conhecer suas representações sociais sobre as condições de trabalho a que estão sujeitos, e sobre os riscos que sua atividade profissional pode oferecer no que diz respeito às enteroparasitoses. Para a consecução deste objetivo, a coleta de dados foi feita por meio da aplicação de questionários e de entrevistas realizados paralelamente à efetivação de exames parasitológicos, aos 22 coletores de lixo de Patrocínio. Em 63,64% dos coletores estudados, foram encontrados protozoários ou helmintos, contudo apenas 13,63% são enteroparasitas. Os coletores de lixo evidenciaram representações sociais coletivas sobre o lixo e seu potencial como veiculador de doenças, e, com base nestas representações, desenvolvem estratégias próprias de prevenção, o que pode explicar a baixa prevalência encontrada de enteropasitoses.

Representação social; Coletor de lixo; Educação ambiental


The aim of this research was to investigate the prevalence of intestinal parasites in garbage collectors in Patrocínio - MG, find out their social representations about working conditions to which they are subject and the work-related risks concerning intestinal parasites. To achieve this goal, data collection was carried out through questionnaires and interviews as well as parasitological tests, from 22 garbage collectors of Patrocínio. Protozoa or helminthes were found in 63.64% of the studied collectors, although only 13.63% were intestinal parasites. Garbage collectors clearly showed collective social representations about garbage and its potential as a disease carrier and, according to such representations, they have developed their own preventive strategies, which might explain the low prevalence of intestinal parasites found.

Social representation; Garbage collector; Environmental education


Coletores de lixo e enteroparasitoses: o papel das representações sociais em suas atitudes preventivas

Garbage collectors and intestinal parasitosis: the role played by social representations in its prevention

Ana Luiza Borges de Paula NunesI; Ana Maria de Oliveira CunhaII; Oswaldo Marçal JúniorIII

IDocente, Faculdades Integradas de Patrocínio, Curso de Ciências Biológicas. <annaluizanunes@yahoo.com.br>

IIDocente, Universidade Federal de Uberlândia, Instituto de Biologia e Programa de Pós-Graduação. <anacunha@rapidanet.com.br>

IIIDocente, Universidade Federal de Uberlândia, Instituto de Biologia e Programa de Pós-Graduação. <marcaljunior@ufu.br>

RESUMO

O objetivo desta pesquisa foi investigar a prevalência de enteroparasitoses em coletores de lixo do município de Patrocínio - MG, e conhecer suas representações sociais sobre as condições de trabalho a que estão sujeitos, e sobre os riscos que sua atividade profissional pode oferecer no que diz respeito às enteroparasitoses. Para a consecução deste objetivo, a coleta de dados foi feita por meio da aplicação de questionários e de entrevistas realizados paralelamente à efetivação de exames parasitológicos, aos 22 coletores de lixo de Patrocínio. Em 63,64% dos coletores estudados, foram encontrados protozoários ou helmintos, contudo apenas 13,63% são enteroparasitas. Os coletores de lixo evidenciaram representações sociais coletivas sobre o lixo e seu potencial como veiculador de doenças, e, com base nestas representações, desenvolvem estratégias próprias de prevenção, o que pode explicar a baixa prevalência encontrada de enteropasitoses.

Palavras-chave: Representação social. Coletor de lixo. Educação ambiental.

ABSTRACT

The aim of this research was to investigate the prevalence of intestinal parasites in garbage collectors in Patrocínio – MG, find out their social representations about working conditions to which they are subject and the work-related risks concerning intestinal parasites. To achieve this goal, data collection was carried out through questionnaires and interviews as well as parasitological tests, from 22 garbage collectors of Patrocínio. Protozoa or helminthes were found in 63.64% of the studied collectors, although only 13.63% were intestinal parasites. Garbage collectors clearly showed collective social representations about garbage and its potential as a disease carrier and, according to such representations, they have developed their own preventive strategies, which might explain the low prevalence of intestinal parasites found.

Keywords: Social representation. Garbage collector. Environmental education.

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

Artigo recebido em abril de 2005 e aceito em dezembro de 2005.

  • ANJOS, L. A.; FERREIRA, J. A. A avaliação da carga fisiológica de trabalho na legislação brasileira deve ser revista! O caso da coleta de lixo domiciliar no Rio de Janeiro. Cadernos de Saúde Pública, v. 16, p. 785-790, 2000.
  • BETANCOURT, O. F. La salud ocupacional y los trabajadores de saneamiento ambiental. Salud y Trabajo, v. 13, p. 03-09, 1993.
  • CABRAL, D. D.; MUNDIM, M. J. S.; OLIVEIRA, P. R.; SANTOS, S. F. O.; GOMES, S. M. Parasitoses intestinais em escolares do município de Gouvelândia, estado de Goiás. Bioscience Journal, v. 16, p. 75-85, 2000.
  • CHIZZOTTI, A. Pesquisa em ciências humanas e sociais. São Paulo: Cortez, 1991.
  • CUNHA, A. M. O. Educação e Saúde: um estudo das explicações das crianças, adolescentes e adultos para doenças infecciosas. São Paulo. 1993. 291f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo.
  • DIAS, G. F. Educação ambiental: princípios e práticas. 5. ed. São Paulo: Global, 1998.
  • IANNI, Á. M. Z. Saúde e meio ambiente na periferia da metrópole. Saúde e Sociedade, v. 9, p. 97-109, 2000.
  • IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Censo Demográfico, 2000. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/ibge/estatistica/populacao/censo2000>
  • LOURENÇO, A. E. P.; UCHOA, C. M. A.; BASTOS, O. M. P. Enteroparasitoses em manipuladores de alimentos de hospitais da cidade de Niterói, RJ, Brasil. Higiene Alimentar, v. 16, p. 16-21, 2002.
  • MARÇAL-JÚNIOR, O. A influência do comportamento humano na transmissão da esquistossomose. In: CONGRESSO NACIONAL DE ETOLOGIA, 14., Uberlândia, 1996. Anais... Uberlândia: Universidade Federal de Uberlândia. p. 65-74. 1996.
  • MOSCOVICI, S. A representação social da psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.
  • NEGHME, A.; SILVA, R. Ecologia del parasitismo en el hombre. Boletín de la Oficina Sanitaria Panamericana, p. 313-325, 1971.
  • NEVES, D. P.; MELLO, A. L.; LINARDI, P. M.; VITOR, R. W. A. (eds.). Parasitologia humana. 10. ed. São Paulo: Atheneu, 2000.
  • PASCALICCHIO, A. E. A questão ambiental e a saúde sob a ótica da sociodiversidade, estudo do caso de São Sebastião, São Paulo. In: VEIGA, J. E. (Org.). Ciência Ambiental: primeiros mestrados. São Paulo: Annablume, 1998. p.39-58.
  • PATZ, J. A.; GRACZYK, T. K.; GELLER, N.; VITTOR, A. Y. Effects of environmental change on emerging parasitic diseases. International Jounal of Parasitology, v. 30, p. 1395-1405, 2000.
  • PEREIRA, M. G.; SOUZA, M. J. O estudo da representação social dos catadores do lixão do baixo Roger, João Pessoa PB, como subsídio para a Educação Ambiental na comunidade: uma abordagem socioambiental. Revista Educação: Teoria e Prática, v. 9, p. 1-20, 2001. CD-ROM arquivo: tr07.pdf.
  • PRADINI, F. L. O gerenciamento integrado do lixo municipal. In: Lixo Municipal: manual de gerenciamento integrado. São Paulo: Instituto de Pesquisas Tecnológicas/CEMPRE, 1995.
  • REIGOTA, M. Meio ambiente e representação social. 3. ed. São Paulo: Cortez, 1998.
  • REZENDE, A. L. M. Saúde: dialética do pensar e do fazer. São Paulo: Cortez, 1986.
  • ROBAZZI, M. L. C.; BECHELLI, M. H. M. Coletores de lixo: estudo de afastamentos do serviço por problemas de saúde. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v. 13, p. 68- 74, 1985.
  • ROCHA, R. S.; SILVA, J. G.; PEIXOTO, S. V.; CALDEIRA, R. L.; FIRMO, J. O. A.; CARVALHO, O. S.; KATZ, N. Avaliação da esquistossomose e de outras parasitoses intestinais, em escolares do município de Bambuí, Minas Gerais, Brasil. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 33, n. 5, p. 431-436, 2000.
  • RUSCHEINSKY, A. Educação Ambiental: a produção do sujeito e a questão das representações sociais. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental. Rio Grande: FURG, 2000, v. 4. Disponível em <http://www.furg.br>
  • SÁNCHEZ-VEGA, J. T. Frecuencia de parasitosis intestinales en asentamientos humanos irregulares. Revista da Facultad de Medicina de UNAM, v. 43, p. 80-83, 2000.
  • SANTOS, T. L. F. Coletores de lixo: a convivência diária com a sujeira da cidade um breve relato. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v. 23, p. 43-53, 1997.
  • VELLOSO, M. P. Processo de trabalho da coleta de lixo domiciliar: percepção e vivência dos trabalhadores. Rio de Janeiro. 1995. 124 p. Dissertação (Mestrado) - Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz.
  • VELLOSO, M. P.; SANTOS, E. M.; ANJOS, L. A. Processo de trabalho e acidentes de trabalho em coletores de lixo domiciliar da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 13, p. 693-700, 1997.
  • WALTNER-TOEWS, D. An ecosystem approach to health and its applications to tropical and emerging diseases. Cadernos de Saude Pública, v. 17, p. 07-36, 2001.
  • YANG, C.; CHANG, W. T.; CHUANG, H. Y.; TSAI, S. S.; WU, T. N.; SUNG, F. C. Adverse health effects among household waste collectors in Taiwan. Environmental Research Section A, v. 85, n. 3, p. 195-199, 2001.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    26 Maio 2009
  • Data do Fascículo
    Abr 2006

Histórico

  • Aceito
    Dez 2005
  • Recebido
    Abr 2005
Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru. Av. Engenheiro Luiz Edmundo Carrijo Coube, 14-01, Campus Universitário - Vargem Limpa CEP 17033-360 Bauru - SP/ Brasil , Tel./Fax: (55 14) 3103 6177 - Bauru - SP - Brazil
E-mail: revista@fc.unesp.br