• Partos, maternidades e políticas do corpo Apresentação

    Carneiro, Rosamaria Giatti; Ribeiro, Fernanda Bittencourt
  • Regulações do corpo e da parentalidade durante o pré-natal em mulheres jovens de camadas populares Dossiê: Partos, maternidades e políticas do corpo

    Robles, Alfonsina Faya

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: A partir de duas pesquisas etnográficas realizadas com mulheres jovens de camadas populares usuárias dos serviços de saúde pública, no Recife e no Rio de Janeiro, no artigo analisamos as relações destas com os profissionais e serviços de saúde de proximidade na construção de experiências da gravidez. Destacamos a maneira como os atendimentos do pré-natal têm se convertido em um dispositivo de regulação não somente de comportamentos e práticas corporais ligadas ao “cuidado de si” e do “outro a vir”, mas também das relações de parentalidade. Seguindo esse escopo, observamos quatro técnicas de regulação sanitária: a assignação à maternidade, a construção de um “projeto de criança”, a formação de “grupos de discussão” e a mobilização da categoria de “risco”. Em conclusão, relativizamos a força disciplinar do dispositivo para compreender como as experiências da gravidez são construídas pelas mulheres, bem como para enfatizar as mudanças nos regimes de regulação na área da saúde materno-infantil.

    Abstract in English:

    Abstract: Based on two ethnografic research projects with young working-class women assisted by public health services in Recife and Rio de Janeiro, this article we analyse the relationships between these women and health professionals during pregnancy. We focus on how prenatal consultations became a regulation apparatus not only for body behaviours and practices linked to “self care” and “the one to come” but also for parental relationships. As a result of this focus, we can observe four sanitary regulation techniques: assignation to motherhood, construction of a “child project”, discussion groups and the use of the category “risk”. In conclusion, we put in perspective the disciplinary force of the apparatus in order to understand how the experiences of pregnancy are built by the women themselves and to illustrate the changes occurring in the regulation methods.
  • O parto em contexto: Narrativas da gravidez entre gestantes no Rio de Janeiro Dossiê: Partos, maternidades e políticas do corpo

    Rezende, Claudia Barcellos

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Neste trabalho, busco refletir sobre a centralidade do parto como projeto, presente em certos grupos de gestante e mesmo em políticas de humanização do parto. A partir de entrevistas com mulheres de camadas médias do Rio de Janeiro que esperavam seus primeiros filhos, discuto como este material constitui-se em uma narrativa, com começo (o desejo de ter filhos e a concepção), meio (a mudança nos comportamentos e na relação com outros) e fim (o parto antecipado). Examino quais elementos e fios condutores se destacam, quais atores sociais são incorporados nestas histórias e de que modo. Argumento que a gravidez pode ser vista como uma categoria cultural que informa a experiência física e subjetiva da gestação, articulada a noções de pessoa e gênero. O material analisado sugere que a gravidez como um todo, incluindo o parto, se torna um projeto para as mulheres pesquisadas, tensionado entre noções de feminilidade e de maternidade.

    Abstract in English:

    Abstract: In this article, I intend to discuss the centrality of birth as a personal project, which appears among some pregnancy support groups and public policies for the humanization of births. Based on interviews with middle class pregnant women in Rio de Janeiro, who expected their first child, I discuss how this material takes on the form of narratives with a beginning (the desire to have a child which lead to conception), its development (the actual experience of gestation) and an end (the anticipated birth). I examine the elements and social actors which are significant in these stories, bearing in mind that pregnancy is a cultural category that informs the physical and subjective experience of gestation. The material analysed suggests that pregnancy as a whole, including birth in the end, becomes a project carefully planned by the women researched, based on conflicting notions of femininity and motherhood.
  • O parto “natural” e “humanizado” na visão de mulheres de camadas médias e populares no Rio de Janeiro Dossiê: Partos, maternidades e políticas do corpo

    Hirsch, Olivia Nogueira

    Abstract in Portuguese:

    Resumo Nesse artigo, fruto de uma pesquisa de doutorado, pretende-se compreender os significados atribuídos ao parto “humanizado” por mulheres provenientes de diferentes camadas sociais. O trabalho incluiu entrevistas e observação participante em dois universos, ambos na cidade do Rio de Janeiro: uma casa de parto pública e um curso privado de preparação para o parto, oferecido por uma ativista da ReHuNa. Os dados colhidos sugerem que as mulheres de camadas médias investigadas dão grande valor à redução das intervenções médicas de rotina e à sensação corporal, que é considerada uma via para o aperfeiçoamento subjetivo. Já para as entrevistadas de camadas populares, o que mais se valoriza na proposta é o tratamento dispensado pelos profissionais de saúde que trabalham na casa parto e o fato de serem reconhecidas como “pessoas” e não apenas como um corpo que dá à luz, como costuma ocorrer nas maternidades públicas brasileiras.

    Abstract in English:

    Abstract This paper, part of a PhD research, aims to understand the meanings given by women from different social classes to the so called “humanized birth”. The investigation included interviews and fieldwork in two places, both of them in the city of Rio de Janeiro: in a public birth center and in a private pre-natal course, offered by a ReHuNa activist. The results suggest that middle class women give special importance to the reduction in pharmacological intervention and to the body experience, considered to provide a subjective growth. The poor women value specially the way in which they are treated by the nurses/midwives that work in the birth center and the fact that there they are treated as people, not only as a body that gives birth, as usually happens in public maternities in Brazil.
  • Modelos de assistência obstétrica concorrentes e ativismo pela humanização do parto Dossiê: Partos, maternidades e políticas do corpo

    Mendonça, Sara Sousa

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Este artigo se dedica à análise do embate contemporâneo em torno da questão do parto: entre partidários do modelo “tecnocrático” e do “humanístico/humanizado” de assistência. Primeiramente ele se traduz em um embate entre defensores do parto normal e da cesárea, desacortinando o conflito entre estes dois modelos de assistência. Pretendo examinar os discursos médicos acerca de possíveis práticas obstétricas, com o objetivo de analisar como cada grupo (os que buscam legitimar o parto normal e os que defendem a cesárea) constrói e autoriza o seu discurso. Enfocarei o caminho percorrido pelos médicos formados em escolas de medicina com viés tecnocrático para a adoção do modelo humanizado. Analisarei também como as ativistas e demais mulheres se relacionam, respondem e se posicionam com relação a estes discursos médicos, considerando o papel desempenhado por elas como reprodutoras, legitimadoras e construtoras destes discursos.

    Abstract in English:

    Abstract: This article aims to analyze the contemporary conflict about the chidbirth: between supporters of the “technocratic” model and supporters of the “humanized” model of assistance. This is primarily a conflict between defenders of the normal birth and the caesarian section. I intend to examine the medical discourses about possible obstetric practices in order to analyze how each group (those who defend the normal birth and those who support the caesarian section) builds and authorizes his discourse. I will focus on the paths taken by physicians who studied in technocratic schools but adopted the humanized model. I will also analyze how activists and other women relate, respond and place themselves in relation to the medical discourses, considering the role played by them as reproducers and builders of these speeches.
  • O tabu do parto: Dilemas e interdições de um campo ainda em construção Dossiê: Partos, maternidades e políticas do corpo

    Müller, Elaine; Rodrigues, Laís; Pimentel, Camila

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: O artigo se debruça sobre a receptividade das pesquisas sobre parto e nascimento no âmbito das Ciências Sociais. Se, por um lado, percebe-se a paulatina consolidação de um campo de pesquisa, a partir de demandas sociais que emergiram em face do atual cenário obstétrico brasileiro, no qual diferentes discursos são articulados entre políticas públicas e movimentos sociais; por outro, há uma recorrente deslegitimização tanto das pesquisas e problemáticas trabalhadas quanto das pesquisadoras e suas motivações. Dito isto, e a partir de experiências vivenciadas pelas autoras no contexto acadêmico e/ou feminista, apresentamos uma reflexão crítica sobre alguns comentários ouvidos nesses ambientes, identificando-os com o discurso hegemônico que não problematiza o cenário obstétrico. Para ilustrar, optamos por analisar a episiotomia como intervenção emblemática na assistência ao parto no Brasil, que condensa expressões dos saberes e poderes formulados e reproduzidos sobre o corpo da mulher.

    Abstract in English:

    Abstract: This paper focuses on the receptivity of researches about childbirth within the Social Sciences. On one hand, we have acknowledged an increasing consolidation of this investigation field, from social demands that were raised due to the actual obstetric scenario in Brazil, in which different discourses are articulated, ranging from public policies to social movements. On the other hand, there is a recurrent delegitimization not only of researches and their addressed issues but also of researchers and their motivations. Therefore, due to the above consideration, and based on situations that were experienced by the authors in the academic and/or feminist context, we present a critical perspective of some recurrent comments that we have identified with the hegemonic discourse, which poses no critics about the Brazilian obstetric reality. As for instance, we also analyse episiotomy as an emblematic intervention that illustrates how the knowledge about woman’s body was shaped and controlled by prejudice and power.
  • Pensando sobre maternidades lesbianas: Relato de la evolución de un objeto de estudio Dossiê: Partos, maternidades e políticas do corpo

    Martínez, Elixabete Imaz

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Neste artigo, a evolução do meu trabalho de pesquisa torna-se uma estratégia narrativa para conhecer as múltiplas dimensões que a maternidade lésbica, como objeto de investigação, pode ter ao longo do tempo. Ao mesmo tempo, este tour pretende recapitular as mudanças que ocorreram na percepção da maternidade lésbica na Espanha nos últimos dez anos, passando da invisibilidade ao reconhecimento legal, contando hoje com uma vasta gama de possibilidades de acesso à parentalidade.

    Abstract in English:

    Abstract: In this article, the evolution of my own research work becomes a narrative strategy for gaining insight into the multiple dimensions that may have been acquired over time by lesbian motherhoods as a subject of research. At the same time, this account seeks to review the changes that have taken place over the last ten years in the way lesbian motherhood is perceived in Spain, going from invisibility to legal recognition to the current broad spectrum of possibilities for accessing parenthood.
  • Sobre mães e doadores: Identidade e pertencimento sob a luz da experiência da maternidade, do direito de filiação e acesso à reprodução assistida em uma associação de famílias homoparentais do Quebec Dossiê: Partos, maternidades e políticas do corpo

    Allebrandt, Débora

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: A divisão de competências jurídicas no Quebec (Canadá) torna o quadro legislativo dessa província muito particular. O casamento é competência federal enquanto que a filiação segue a regulamentação provincial. Esse trabalho tem como pano de fundo a experiência dos membros de uma associação de famílias homoparentais que atuaram direta ou indiretamente na produção do contexto jurídico que permitiu que essa província implementasse uma lei que regulamenta a união civil de casais homossexuais, permitindo a dupla filiação materna e paterna para adoção de crianças em 2002. Em 2009, o Quebec foi a primeira província canadense a garantir o acesso gratuito aos procedimentos de reprodução assistida, contemplando também os casais gays. Esse contexto, resultado de um intenso debate, é percebido por meus interlocutores como o alcance da “plenitude de direitos”. O objetivo desse artigo é analisar as escolhas e particularidades da experiência da maternidade e filiação por casais gays no Quebec. Questiono como os membros da associação experimentam o cotidiano e os desafios da experiência de criar famílias construídas com ajuda de doadores de gametas e se preparam para um eventual desejo de seus filhos de saber mais sobre o doador. Poderia essa curiosidade diferenciar o significado da maternidade e da família homoparental? A negociação do papel e lugar do doador de gametas na família é problematizada através do que venho chamando de “busca hipotética” das origens.

    Abstract in English:

    Abstract: The division of legal powers in Quebec (Canada) makes the legislative framework very specific in this province. Marriage is part of a federal jurisdiction while filiation follows the provincial regulations. This paper follow the afterwords of the experience of gay families members of an organization which worked in the production of the legal context that allowed Quebec province to implement a law regulating the civil union of homosexual couples, conceding dual maternal and paternal affiliation for adopted children in 2002. In 2009, Quebec was the first Canadian province to ensure free access to assisted reproduction procedures, also including gay couples. This context, the result of an intense debate, is perceived by my interlocutors as a place of equality. The aim of this paper is to analyze the choices and particularities of the experience of motherhood and filiation for gay couples in Quebec. I question how the association’s members experience daily life and the challenges to raise families built with the help of a donor and prepare for a possible desire of the children to know more about the donor. Could this curiosity differentiate the meaning of motherhood and homoparental family? The negotiation of role and place of the gamete donor’s in the family is being challenged through what I call “hypothetical search” of origins.
  • Da maternidade como invenção de novas possibilidades de vida Análise das experiências de jovens “egressas” de serviços de acolhimento institucional Dossiê: Partos, maternidades e políticas do corpo

    Cruz, Fernanda

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: No presente artigo procuro analisar como as experiências de maternidade e as práticas de cuidado com os filhos constituem um dos modos pelos quais jovens “egressas” de serviços de acolhimento institucional (abrigos, casas-lares) inventam/ criam novas possibilidades de vida, a partir de condições que a princípio reforçariam sua vulnerabilidade e falta de potência. A análise tem como base o material etnográfico obtido através da pesquisa de doutorado sobre desinstitucionalização realizada junto a jovens de Santa Catarina (Palhoça e Florianópolis) e Rio Grande do Sul (Porto Alegre), entre 2010 e 2013. Na abordagem adotada, busco analisar como as configurações de maternidade e as práticas de cuidado com os filhos experienciadas pelas jovens se tornam objeto da sua invenção, tendo em vista toda uma série de mudanças nos padrões de maternidade contemporâneos.

    Abstract in English:

    Abstract: In this paper, I examine how the experiences of motherhood and practices of child care is one of the ways in which “care leavers” invent/create new life possibilities which, ate first could reinforce their vulnerability and lack of potency. The analysis is based on ethnographic material obtained through doctoral research on deinstitutionalization conducted with the youth of Santa Catarina (Florianópolis and Palhoça) and Rio Grande do Sul (Porto Alegre), between 2010 and 2013. At the approach taken, I try to analyze how the motherhood configurations and the practices of child care experienced by young women become objects of their invention, in view of a series of changes in the patterns of contemporary motherhood.
  • As parteiras, o partejar e a noção de pessoa em Ribeira da Barca, Cabo Verde Dossiê: Partos, maternidades e políticas do corpo

    Cruz, Carmem Helena Carvalho; Vieira, Miriam Steffen

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Este estudo sobre as parteiras, o partejar e a noção de pessoa em Ribeira da Barca visa analisar como as técnicas utilizadas no parto se relacionam com a constituição da pessoa. Essa reflexão passa necessariamente por uma discussão da noção de pessoa como indivíduo total, onde não existe uma fronteira visível entre a natureza e a cultura. Essa forma como se constrói a noção de pessoa é verificável na maneira como se molda o corpo na gravidez, no parto e no pós-parto. Neste estudo é usado o método etnográfico de pesquisa pela ênfase conferida às práticas sociais. Nessa ótica, é analisada como se dá forma ao corpo, partindo do princípio que este é passível de ser moldado, dinâmico e com fluxos vitais, integrado nos ciclos da vida e do ambiente (onde não existe uma fronteira visível entre natureza e cultura). É importante concluir que em Ribeira da Barca a pessoa é relacional, que se dá através da relação com os outros e consigo mesma.

    Abstract in English:

    Abstract: This study of midwives, midwifery and the concept of person in Ribeira da Barca aims to analyze how the techniques used in childbirth determine how one does constitute the notion of a person. This reflection necessarily involves a discussion of the notion of the person as a whole individual, where there is no visible boundary between nature and culture. How the notion of person is build is verifiable in the way the body is shaped during pregnancy, childbirth and postpartum. This article it was used the ethnographic research method by the focus in social practices. Accordingly, the forming the body is analyzed, assuming this is something which can be molded, dynamic and vital flows, integrated in the cycles of life and the environment (where there is no visible boundary between nature and culture). It is important to conclude that in Ribeira da Barca one is relational, occurs within a relationship with others and with oneself.
  • Atenção ao parto de mulheres estrangeiras em uma maternidade pública de São Paulo Dossiê: Partos, maternidades e políticas do corpo

    Castro, Cláudia Medeiros de; Oliveira, Régia Cristina; Custódio, Mayara Cristina Silva

    Abstract in Portuguese:

    Resumo: Realizamos pesquisa que teve como objetivo geral conhecer os sentidos da atenção ao parto, construídos por profissionais de saúde que atenderam mulheres estrangeiras em um hospital maternidade do município de São Paulo. Acessamos 1248 Declarações de Nascidos Vivos de filhos de estrangeiras produzidas em 2012 e realizamos entrevistas com 10 profissionais de saúde. Os resultados indicam que no período estudado 20% dos partos foram de estrangeiras, sendo 85% bolivianas. Temas que surgiram nas entrevistas: as contradições do país onde não há discriminação; a língua como aproximação e barreira; a submissão das mulheres bolivianas e as diferenças culturais no parto.

    Abstract in English:

    Abstract: A research was carried out on parturition in order to understand it better. The research aims to understand the meanings/interpretations of childbirth for the health professionals who attended foreign women at a maternity ward in the municipality of São Paulo. Documents which informed about live births from foreign mothers were analyzed and interviews were also carried out with health professionals. The outcomes for the studied period indicate that 20% of childbirths were from foreign women, 85% of which were Bolivian. The following issues were discussed in the interviews: the contradictions of the country where there is no discrimination; language barrier and language as a way of approaching; “submission” from Bolivian women and cultural differences during childbirth.
  • Maternar, uma experiência fotossensível Dossiê: Partos, maternidades e políticas do corpo

    Rechenberg, Fernanda
  • “Tornar-se mãe”: Maternidades contemporâneas no País Basco Resenha

    Souza, Heloisa Regina
  • Sujetos y cuerpos asistidos: Un análisis de la reproducción asistida en el Río de la Plata Artigo

    Cherro, Mariana Viera

    Abstract in Portuguese:

    Resumen: La implementación de las tecnologías de reproducción asistida (TRA) en el Río de la Plata y los sentidos culturales que sostienen este proceso abalan la reproducción de ciertos sujetos mientras niegan o limitan las posibilidades reproductivas de otros. En tal distinción resulta esencial la manera en que tales tecnologías definen lo que forma o no parte de la naturaleza. En este artículo analizo, mediante entrevistas a especialistas en TRA y mujeres que han transitado diversos tratamientos, las formas de dominación que sobre la dimensión corporal impone el desarrollo de las TRA en el Río de la Plata y los sentidos culturales que sostienen este proceso. Concluyo que existe un orden fuertemente heterocentrado en la práctica de la medicina reproductiva rioplatense además de una orientación a intervenir urgente y específicamente el cuerpo femenino.

    Abstract in English:

    Abstract: The implementation of assisted reproductive technologies in the Rio de la Plata and the cultural senses that underlie this process, allow the reproduction of certain subjects while deny or limit the reproductive potential of others. To distinct which one can be elective for procedures, technologies play an important role in defining what is natural and what is not. In this paper I describe the forms of domination on body dimension that the development of assisted reproductive technologies in the Rio de la Plata imposes to women and which are the cultural bases that support this process. This goal is achieved using interviews with specialists in TRA and also with women who have gone through different treatments. It can be concluded that there is a strong heterocentered order in the practice of rioplatense reproductive medicine in addition to a guidance to take control urgently and specifically to the female body.
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Av. Ipiranga, 6681 - Partenon, Cep: 90619-900, Tel: +55 51 3320 3681 - Porto Alegre - RS - Brazil
E-mail: civitas@pucrs.br