Manifestações orais da sífilis

A última década tem mostrado um aumento importante na prevalência de sífilis infecciosa nos países desenvolvidos e epidemias surgiram na Europa ocidental, particularmente no Reino Unido, bem como nos EUA. Embora as manifestações orais da sífilis sejam mais freqüentes na fase secundária da doença, todos os estágios podem apresentar lesões orais. A fase terciária da doença está associada a lesões orais significativas tais como destruição óssea associada à goma sifilítica e uma possível predisposição ao carcinoma espinocelular. Com o aumento da prevalência da sífilis infecciosa, há também um aumento gradual de crianças nascidas com sífilis congênita. Consequentemente esta patologia leva a anomalias faciais de ordem dentária, óssea, dermatológica e neurológica. O objetivo deste artigo é revisar as lesões orais associadas á sífilis, bem como discorrer brevemente sobre a relação entre a infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (human immunodeficiency virus - HIV) e a sífilis.

Sífilis; Sífilis congênita; HIV; Doenças transmissíveis


Faculdade de Medicina / USP Rua Dr Ovídio Pires de Campos, 225 - 6 and., 05403-010 São Paulo SP - Brazil, Tel.: (55 11) 2661-6235 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: clinics@hc.fm.usp.br