Valores de beta2-microglobulina em brasileiros saudáveis usando o sistema automatizado DPC IMMULITE®

Fabíola Branco Filippin Liliete Canes Souza Sobre os autores

OBJETIVO: O objetivo do presente estudo foi determinar valores de referência de beta2-Microglobulina sérica (Sb2M) em voluntários saudáveis. Sabe-se que tal parâmetro apresenta-se elevado em pacientes infectados com o vírus da imunodeficiência humana (HIV) e tem se mostrado melhor marcador da infecção por HIV e de desordens malignas, especialmente mieloma múltiplo. De forma a se obter o melhor diagnóstico clínico, um intervalo de referência adequado de Sb2M para a população brasileira foi determinado empregando-se o ensaio IMMULITE®; já que este tem como parâmetro uma faixa de referência determinada a partir de populações européias. MÉTODOS: Noventa e seis doadores de sangue saudáveis foram avaliados e os valores de Sb2M foram medidos por método enzima imunoensaio quimiluminescente usando analisador automatizado IMMULITE®. RESULTADOS: Os valores de Sb2M, estabelecidos por método estatístico não paramétrico, apresentaram-se entre 1.05 e 3.9 mg/ml, sendo que o limite superior obtido foi maior que o relatado em outros trabalhos. CONCLUSÃO: Este estudo apresentou novos valores, indicando que existe uma diferença significante entre os limites de referência de Sb2M disponibilizados para o IMMULITE® e os encontrados no presente trabalho, evidenciando a ocorrência de variações importantes entre diferentes populações e que novos valores devem ser considerados para brasileiros.

beta2-microglobulina; Intervalo de referência; Imunoensaio quimiluminescente; Voluntários saudáveis; Valor prognóstico


Faculdade de Medicina / USP Rua Dr Ovídio Pires de Campos, 225 - 6 and., 05403-010 São Paulo SP - Brazil, Tel.: (55 11) 2661-6235 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: clinics@hc.fm.usp.br