Uso de antiinflamatórios não-esteróides e ocorrência de lesões gástricas entre pacientes submetidos à endoscopia digestiva alta em Hospital Universitário no Brasil

Andreia Queiroz Ribeiro Gil Sevalho Cibele Comini César

INTRODUÇÃO: No Brasil são bastante evidentes os riscos associados ao uso de medicamentos. No entanto, tal questão não é devidamente privilegiada no campo da investigação científica. O presente estudo se refere ao uso de antiinflamatórios não-esteróides, fármacos amplamente utilizados no país. O objetivo foi investigar o uso de antiinflamatórios não-esteróides entre pacientes submetidos à endoscopia digestiva alta no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais e sua associação com a ocorrência de erosões gástricas, erosões gástricas com pigmento de hematina e úlcera gástrica. MÉTODOS: Estudo transversal em que 533 pacientes com idade igual ou superior a 17 anos foram entrevistados no período de junho a dezembro de 2000. Os dados foram submetidos às análises bivariada e multivariada. RESULTADOS: Mais de dois terços da população entrevistada relatou o uso de antiinflamatórios não-esteróides no período de um mês anterior à endoscopia digestiva alta. Os antiinflamatórios mais utilizados foram o ácido acetilsalicílico e o diclofenaco. Evidenciou-se uma associação positiva e significativa entre o uso desses fármacos e a ocorrência das lesões em questão. Ao se avaliar a associação entre o uso de antiinflamatórios não-esteróides por um período superior a 15 dias e a ocorrência das lesões gástricas, esta foi positiva e significativa, apresentado odds ratio superiores àqueles apresentados para as associações anteriores. CONCLUSÕES: Os resultados sugerem que os antiinflamatórios não-esteróides têm uma associação significativa com a ocorrência de lesões gástricas e apontam para a necessidade de aprofundamento no estudo desta questão no Brasil.

Farmacoepidemiologia; Antiinflamatórios não-esteróides; Endoscopia digestiva alta; Reações adversas a medicamentos


Faculdade de Medicina / USP Rua Dr Ovídio Pires de Campos, 225 - 6 and., 05403-010 São Paulo SP - Brazil, Tel.: (55 11) 2661-6235 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: clinics@hc.fm.usp.br