Capacidade de automonitoramento da compreensão leitora no Ensino Fundamental

Gabriela Juliane Bueno Carolina Alves Ferreira Carvalho Clara Regina Brandão de Ávila Sobre os autores

RESUMO

Purpose

Investigar a capacidade de automonitoramento da compreensão leitora de escolares brasileiros do Ensino Fundamental.

Método

Avaliaram-se 53 alunos do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental de escolas da rede pública de São Paulo, selecionados pelo valor de taxa de leitura oral de texto e agrupados a partir de seu desempenho em compreensão leitora em: Grupo de melhor compreensão: escolares com taxa e acurácia adequadas, sem dificuldades na compreensão leitora; Grupo de pior compreensão: escolares com taxa e acurácia adequadas e dificuldades na compreensão leitora. Dois textos narrativos acompanhados de oito questões para avaliar a compreensão leitora foram apresentados. Duas sentenças e duas palavras foram substituídas por elementos agramaticais, pseudopalavras. Na condição de monitoramento espontâneo, os escolares leram o texto oralmente e responderam a questões. A análise considerou o cômputo de hesitações, autocorreções, repetições e erros. Na condição de monitoramento dirigido, leram o texto, informados de que algumas partes poderiam não fazer sentido e que as sublinhassem. A análise se deu pelo cômputo dos itens sublinhados. Os grupos foram comparados pelo Teste de Mann-Whitney.

Resultados

Observou-se diferença entre os grupos em nível frasal no 9º ano, na condição de monitoramento espontâneo, e no 5º ano, na condição de monitoramento dirigido.

Conclusão

Escolares de pior compreensão leitora apresentaram desempenho inferior ao monitorar a presença de sentenças agramaticais.

Descritores
Leitura; Compreensão; Compreensão Leitora; Monitoramento da Compreensão; Cognição

Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia Al. Jaú, 684, 7º andar, 01420-002 São Paulo - SP Brasil, Tel./Fax 55 11 - 3873-4211 - São Paulo - SP - Brazil
E-mail: revista@codas.org.br