O trabalho como fator determinante da defasagem escolar dos meninos no Brasil: mito ou realidade?

Labor as a determinant factor of school result discrepancy in Brazil: myth or reality?

Este artigo tem por objetivo avaliar a influência do trabalho nas trajetórias escolares a partir dos microdados da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio - PNAD 2006. Desenvolve-se uma modelagem estatística, visando explicar a defasagem entre idade e anos de estudo a partir da variável sexo e considerando o fator trabalho como variável de controle. Os resultados indicam que o trabalho prejudica o percurso escolar mais intensamente para os meninos e os afazeres domésticos de forma mais sutil para as meninas, com resultados piores para os negros de ambos os sexos, mas somente essa variável não explica a maior defasagem escolar do sexo masculino.

Gênero; Trabalho Infanto-juvenil; Defasagem Escolar; Meninos; Masculinidade


Núcleo de Estudos de Gênero - Pagu Universidade Estadual de Campinas, PAGU Cidade Universitária "Zeferino Vaz", Rua Cora Coralina, 100, 13083-896, Campinas - São Paulo - Brasil, Tel.: (55 19) 3521 7873, (55 19) 3521 1704 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: cadpagu@unicamp.br