Conjugalidade e profissão de modelo: projetos conflitantes ou complementares

Marriage and model profession: conflicting or complementary projects?

Este artigo analisa um grupo de pré-adolescentes pobres do interior mineiro que frequentaram um Curso de Modelo. Face ao apelo erótico que envolve, na mídia, a imagem dessa profissão, parece paradoxal que os pais - que associam esta carreira à prostituição - matriculem as filhas em tal curso, em aparente conflito com sua moral familiar e religiosa. O curso permite a aquisição de habilidades e o domínio de códigos que não pertencem a sua condição de classe. Além disso, participar do curso e desfilar em ambientes frequentados pela elite se tornam estratégias de apresentar a filha à sociedade, ampliando o capital social familiar.

Profissão de Modelo; Pré-Adolescentes; Moral Familiar Religiosa


Núcleo de Estudos de Gênero - Pagu Universidade Estadual de Campinas, PAGU Cidade Universitária "Zeferino Vaz", Rua Cora Coralina, 100, 13083-896, Campinas - São Paulo - Brasil, Tel.: (55 19) 3521 7873, (55 19) 3521 1704 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: cadpagu@unicamp.br