• Domesticidade e identidades de gênero na revista Casa & Jardim (anos 1950 e 60) Artigos

    Santos, Marinês Ribeiro dos

    Abstract in Portuguese:

    A partir das imbricações entre os discursos sobre a domesticidade e os modelos de identidade de gênero veiculados pela revista Casa & Jardim, procuro discutir a participação das representações na constituição das subjetividades humanas. Entendidas como práticas discursivas, as representações influenciam por meio do estabelecimento de normas, padrões e valores que medeiam a compreensão do mundo e as condutas na vida social. Logo, as representações de feminilidades privilegiadas em Casa & Jardim, longe de significarem o reflexo de uma suposta "natureza feminina", podem ser entendidas como tipos de subjetividades prescritas para suas leitoras.

    Abstract in English:

    In this paper, starting from the entwinement between gender identity models and the domesticity discourse present in the brazilian popular magazine Casa & Jardim, I discuss the role of representations in the constitution of human subjectivities. Representations influence us as discursive practices by the establishment of norms, standards, and values, which mediate our understanding of the world and guide our conduct within the social milieu. The representations of femininity in Casa & Jardim, disguised as reflections of a supposed feminine "nature", are indeed patterns of subjectivities prescribed by its authors and editors to their women readers.
  • Discursos que (con)formam corpos grávidos: da medicina à educação física Artigos

    Schwengber, Maria Simone Vione; Meyer, Dagmar Estermann

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo é parte de uma pesquisa inspirada nos estudos de gênero que se aproximam das teorizações de Michel Foucault (1988). Nele discutimos um processo educativo contemporâneo que denominamos de "politização do feminino e da maternidade", um processo que, por extensão, inclui a "politização do corpo grávido". Para fazer essa discussão, examinamos a revista Pais & Filhos, de 1968 a 2004, utilizando-nos das estratégias metodológicas da análise de discurso. Das análises que resultaram dessa investigação, focalizamos aqui um movimento que permite visualizar uma rede mais ampla de cuidados e de novos saberes que, ao definir o que chama de "bom" pré-natal, também produz diferentes posições de sujeito, dentre elas, a da boa mãe, aquela que cuida e se cuida.

    Abstract in English:

    The present article is an integral part of a research inspired in the fields of Gender Studies that approximate theorizations by Michel Foucault (1998; 1997). We discuss the contemporary educative process as "politicization of femininity and motherhood", a process that, in its extension, includes the "politicization of the pregnant body". In order to conduct this discussion, we have examined issues of Pais & Filhos, a magazine published from 1968 to 2004, using methodological strategies of analysis of discourse. From the analyses resulting from that investigation, we have spotted a movement that allows for the visualization of a wider network of care and new knowledge, defined as "good" prenatal care, that produces different subject positions; one of these positions is that of a good mother, i.e. that one who looks after herself and others.
  • Um estado emotivo: representação da gravidez na mídia Artigos

    Rezende, Claudia Barcellos

    Abstract in Portuguese:

    Este artigo analisa o modo como a gestação é tratada na Revista da Gestante - em particular a visão de um processo que pode ser em grande parte controlado pela gestante. Nessa publicação as reportagens fornecem, através de um discurso prescritivo, "dicas" para uma gravidez "tranquila e feliz". O foco das matérias é a percepção de uma natureza emotiva à gravidez, durante a qual os sentimentos de medo e ansiedade seriam recorrentes. Através da análise dos sentimentos tematizados, destaco uma visão da gestante como agente autônomo e relativamente isolada do seu círculo social, a não ser pela estreita relação com os especialistas médicos. Consequentemente, o problema do controle de si e das emoções, tema caro às sociedades ocidentais modernas, torna-se uma questão para a gestante.

    Abstract in English:

    This article examines the representations of pregnancy in the magazine Revista da Gestante, particularly the notion that this is a process that may be to a large extent controlled by pregnant women. In this magazine, articles present a prescriptive discourse, with "tips" to a "happy and calm" pregnancy. They focus on the idea that pregnancy has an emotional nature, especially due to the frequent sentiments of fear and anxiety. By analyzing these emotions, I argue that pregnant women are seen as autonomous agents who are relatively isolated from their social circle, except for their relations with medical specialists. Self control during pregnancy, thus, becomes an issue, reinforcing a wider concern with emotional control common in modern western societies.
  • O gênero do cuidado de si: as implicações da dieta alimentar na comensalidade de diabéticos Artigos

    Lopes, Andréia Aparecida Ferreira

    Abstract in Portuguese:

    A partir da pesquisa de campo em uma associação de diabéticos na cidade de São Paulo, Brasil, o artigo problematiza o fato de que nas situações de comensalidade no âmbito familiar, o cuidado de si representa um desafio para as práticas sociais do grupo pesquisado - homens e mulheres entre 53 e 90 anos. A prática do cuidado de si confronta as representações de gênero em torno do papel feminino de cuidadora, apontando para a quebra do circuito de troca familiar nos momentos de comensalidade.

    Abstract in English:

    The article questions the way by which the family commensal situations represent a challenge to the diabetics who are engaged with the practices of taking care of themselves. From the field research in an association of diabetics in the city of São Paulo, Brazil, the analysis shows how the researched group - men and women between 53 and 90 years - deals with the changes in their social practices while they try to take care of the diabetes. The practice of taking care of the self confronts the gender representations around the caretaker's feminine role, and points to the break of the family relationship of exchange.
Núcleo de Estudos de Gênero - Pagu Universidade Estadual de Campinas, PAGU Cidade Universitária "Zeferino Vaz", Rua Cora Coralina, 100, 13083-896, Campinas - São Paulo - Brasil, Tel.: (55 19) 3521 7873, (55 19) 3521 1704 - Campinas - SP - Brazil
E-mail: cadpagu@unicamp.br