Persistência na água e influência de herbicidas utilizados na lavoura arrozeira sobre a comunidade zooplanctônica de Cladocera, Copepoda e Rotifera

Water persistence and influence of herbicides utilized in rice paddy about zooplankton community of Cladocers Copepods and Rotifers

Em lavoura de arroz irrigado, é utilizada uma grande quantidade de agroquímicos que, dependendo da sua persistência a campo e toxicidade, podem contaminar corpos d’água e afetar organismos vivos. Com o objetivo de determinar o efeito de concentrações de campo dos herbicidas Clomazone, Quinclorac, Metsulfuron-methyl e Propanil na comunidade zooplanctônica (Cladocera, Copepoda e Rotifera), conduziu-se um experimento em viveiros de aqüicultura, de março a maio de 2005, na estação do outono. Nos dias 1°, 2°, 3°, 7°, 10°, 18°, 31° e 51° após a aplicação dos herbicidas, foram coletadas amostras de água para se determinarem parâmetros físico-químicos da água, concentração dos herbicidas e comunidade zooplanctônica. Os parâmetros médios da qualidade da água foram: oxigênio dissolvido (3,5mg L-1), temperatura (20,1°C), pH (6,0), dureza total (18mg L-1 de CaCO3) e alcalinidade total (9mg L-1 de CaCO3). A ordem decrescente de persistência dos herbicidas na água foi Clomazone = Quinclorac > Propanil > Metsulfuron-methyl, com média de 31, 31, 10 e 7 dias, respectivamente. Os resultados indicaram que os herbicidas provocaram poucas alterações na densidade de organismos dos grupos Rotifera e Copepoda (Adulto e Nauplio). A densidade do grupo Cladocera permaneceu baixa para todo o período experimental.

agroquímicos; Crustacea; organismos não-alvos; qualidade de água; Sul do Brasil; viveiros de aqüicultura


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br