Estimativa da área foliar de pimenta do reino a partir de dimensões lineares do limbo foliar

Fábio Luiz Partelli Henrique Duarte Vieira Alexandre Pio Viana Sobre os autores

O objetivo deste trabalho foi estabelecer equações de regressão para estimar a área foliar de diferentes variedades de pimenta-do-reino (Piper nigrum) cultivadas no campo, a partir de medidas lineares de folhas. Foram coletadas quatro folhas por planta, de tamanhos diferentes, totalizando 52 folhas, para estabelecer a equação de regressão e 28 para validar a equação para cada variedade (Bragantina, Laçará, Guajarina e Cingapura). Procederam-se às medições do comprimento da nervura central (LML), da maior largura do limbo foliar (MLBW) e da área foliar (LA). Determinaram-se os coeficientes de correlação linear de Pearson entre as medidas mensuráveis e preditas com a LA observada, além de estimarem-se as equações de regressão linear para cada variedade. As equações que melhor se ajustaram para estimar LA com base no retângulo circunscrito foram: LA = 2.2689 + 0.6900 x LML x MLBW, para Bragantina; LA = 1.6402 + 0.6816 x LML x MLBW, para Laçará; LA = 1.4942 + 0.6215 x LML x MLBW, para Guajarina e LA = 0.7467 + 0.6735 x LML x MLBW, para Cingapura, para as quais os valores preditos apresentaram elevada correlação com os valores observados, indicando que as equações devem ser específicas para cada variedade e que são coerentes para estimar a área foliar de pimenta do reino.

Piper nigrum; características morfológicas; comprimento e largura foliar; retângulo circunscrito


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br
Accessibility / Report Error