Níveis de concentrado na fase de terminação em confinamento para novilhos previamente mantidos em pastagem nativa ou cultivada

Concentrate levels during feedlot finishing for steers previously kept on native or cultivated pasture

Carlos Alberto Torrel de Bail Ivan Luiz Brondani João Restle Sobre os autores

O estudo foi conduzido no Departamento de Zootecnia, Universidade Federal de Santa Maria-RS de junho a outubro de 1995. O objetivo foi avaliar o desempenho de novilhos que iniciaram o confinamento com 270kg (mantidos em pastagem nativa durante o período de crescimento dos doze aos vinte meses) ou 340kg (mantidos em pastagem cultivada), submetidos a dois níveis de concentrado, 45% (alto) ou 30% (baixo) da dieta (MS). Os tratamentos foram: T1, novilhos do campo nativo, relação volumoso:concentrado 70:30 (baixo); T2, novilhos do campo nativo, relação volumoso:concentrado 55:45 (alto); T3, novilhos da pastagem cultivada, relação volumoso:concentrado 70:30 (baixo); e T4, novilhos da pastagem cultivada, relação volumoso:concentrado 55:45 (alto). O volumoso foi a silagem de milho. O concentrado incluiu milho grão triturado, farelo de soja, sal comum e calcário calcítico. A dieta dos quatro tratamentos continham 14% de proteína bruta. Foram usados 34 novilhos com idade média de 20 meses. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com quatro tratamentos em um esquema fatorial de 2x2 (dois pesos iniciais x dois níveis de concentrado). Foram avaliados o consumo de matéria seca médio diário (CMS), ganho de peso médio diário (GMD) e conversão alimentar (CA). O CMS expresso em percentagem de peso vivo foi maior nos novilhos provenientes do campo nativo (2,48%) do que nos de pastagem cultivada (2,17%). Novilhos provenientes do campo nativo tiveram um GMD 20% superior ao daqueles da pastagem cultivada (1,30 vs 1,08kg). GMD também foi maior para os novilhos com maior nível de concentrado (1,30kg) que para aqueles com baixo nível (1,08kg). A CA dos novilhos do campo nativo e da pastagem cultivada foram respectivamente de 6,57 e 7,98, enquanto para os níveis baixo e alto de concentrado os valores foram de 7,8 e 6,75, respectivamente.

confinamento; bovinos de corte; ganho de peso compensatório; níveis de concentrado


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br