Difusão de tecnologia e sexismo nas Ciências Agrárias

Diffusion of technology and sexism in the agricultural sciences

Ana Louise de Carvalho Fiúza Neide Maria de Almeida Pinto Tiago Nogueira Galinari Vanessa Aparecida Moreira de Barros Sobre os autores

Este trabalho analisa a percepção predominante, no meio rural, de que a tecnologia é um produto relacionado ao universo masculino. Nesta pesquisa, são trazidos dados que evidenciam o grande distanciamento das mulheres rurais do acesso ao conhecimento tecnológico, produzido e difundido dentro da universidade, que está direcionado para a melhora da qualidade de vida e para as possibilidades de aumento na geração de renda no meio rural, mas ao qual elas ainda têm acesso insignificante. Trabalhou-se, nesta pesquisa, com a coleta de dados obtidos nos cursos oferecidos durante a Semana do Fazendeiro, ao longo de quatro anos, de 2004 a 2007, correlacionando a cada um dos cursos oferecidos a frequência de homens e mulheres nestes. Concluímos que o sexismo tecnológico se perpetua nos modelos de gestão das unidades produtivas no meio rural, que consideram a mulher em uma condição hierárquica de complementaridade e não como cogestora da unidade produtiva familiar, condição que lhe restringe o acesso a informações e conhecimentos técnicos, gerenciais, ambientais e de organização de grupos.

tecnologia para o meio rural; trabalho feminino; trabalho produtivo e reprodutivo


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br