Crescimento de Cattleya walkeriana em diferentes sistemas de micropropagação

André Luís Moreira Adriano Bortolotti da Silva Aline Santos Caroline Oliveira dos Reis Paulo Roberto Correa Landgraf Sobre os autores

O objetivo do presente trabalho foi verificar o crescimento in vitro de orquídeas em diferentes sistemas de micropropagação, sendo cultivado em biorreator, sistema de ventilação natural e convencional. Plantas de Cattleya walkeriana foram obtidas a partir da germinação de sementes em meio de cultura. Após o a germinação, as plantas foram uniformizadas com aproximadamente 1,0cm de comprimento e inoculadas nos diferentes tratamentos. Os tratamentos contaram dois sistema de micropropagação (convencional e ventilação natural) e três meios de cultura (líquido, sólido com 5 e 6g L-1 de ágar). Foram realizados dois tratamentos adicionais em biorreator de imersão temporária e contínua. O delineamento foi o inteiramente casualizado, consistindo de um fatorial 2x3 com dois tratamentos adicionais, totalizando oito tratamentos com três repetições. O biorreator de imersão temporária promoveu o maior crescimento da parte aérea e do sistema radicular, maior acúmulo de massa seca e melhor controle da perda de água das plantas. O biorreator de imersão temporária é o melhor sistema de micropropagação para o crescimento in vitro de C. walkeriana.

biorreator; imersão temporária; meio líquido; ventilação natural; cultivo in vitro


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br