Accessibility / Report Error

Aplicabilidade da extrapolação alométrica em protocolos terapêuticos para animais selvagens

Allometric scaling for therapeutic protocols in wildlife medicine

Gabrielle Coelho Freitas Adriano Bonfim Carregaro Sobre os autores

Na Medicina Veterinária, a extrapolação empírica dos protocolos indicados para animais domésticos é uma prática rotineira, podendo levar a falhas por desconsiderar as particularidades de cada espécie. Nesse sentido, torna-se vantajosa a utilização de escalas que possibilitem utilizar doses já estabelecidas em animais domésticos para que sejam utilizadas de parâmetro para os animais selvagens. Uma dessas é a escala alométrica, a qual possui a vantagem de considerar a taxa metabólica de cada espécie, possibilitando a comparação mais fidedigna entre animais de diferentes massas e grupos taxonômicos. Os cálculos alométricos podem ser empregados para definir doses e frequências de administração de medicamentos para qualquer animal, tendo-se apenas um animal-referência que já apresente definidos a dose e a frequência de administração do medicamento desejado. Escalas alométricas baseadas na taxa metabólica tornam-se uma boa opção para aplicação nesses cálculos, proporcionando maior segurança e eficiência em protocolos terapêuticos de animais com doses ainda desconhecidas.

metabolismo; anestesia; animais selvagens


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br