Comparações de parâmetros morfométricos do trato digestório de quatro teleósteos com diferentes hábitos alimentares

O presente estudo comparou alguns parâmetros morfométricos do trato digestório de quatro teleósteos com diferentes hábitos alimentares: traira (Hoplias malabaricus, carnivoro), jundiá (Rhamdia quelen, omnivoro), tamoatá (Hoplosternum littorale, omnivoro) e carpa capim (Ctenopharyngodon idella, herbivoro). O trato digestório foi removido dos peixes coletados da natureza e em seguida fixado para algumas análises morfométricas, tais como: quociente intestinal, quociente da área intestinal, altura da vilosidade, índice digestivo somático e índice hepatossomático. Os maiores valores para o quociente intestinal e a altura das vilosidades foram encontrados em carpa capim. Por outro lado, o quociente da área intestinal foi maior na traira do que nas outras espécies. O quociente intestinal pode ser utilizado para estimar o hábito alimentar, e o quociente da área intestinal, a altura da vilosidade e as relações entre o comprimento do trato digestório e o peso do peixe ou peso do trato digestório podem fornecer importantes informações adicionais para analisar o hábito alimentar.

trato gastrintestinal; intestino; parâmetros morfológicos; cecos pilóricos


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br