Análise bioquímica de calos de pinhão-manso

Biochemical analysis of callus from physic nut

O pinhão-manso (Jatropha curcas L.) vem ganhando importância por seu potencial como insumo ao biodiesel. Estudos visam à adequação agronômica e a cultura de tecidos contribui indiretamente com este aspecto, auxiliando em pesquisas aplicadas como em biotecnologia, em situações que visam à regeneração de plantas. Nesse intuito, é fundamental avaliar, durante os períodos de cultivo dos calos, o comportamento dos metabólitos primários. A massa calogênica, por ocasião da inoculação, não apresentou reserva na forma de carboidratos. Aos 42 dias iniciou a absorção da sacarose do meio, enquanto o acúmulo no explante ocorreu a partir dos 98 dias de cultivo. O teor de aminoácidos foi alto no dia da inoculação e, por volta dos 98 dias, tanto os níveis de aminoácidos quanto os de proteínas decresceram.

Jatropha curcas L.; carboidratos; proteínas; aminoácidos


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br