Influência da acepromazina sobre os efeitos cardiovasculares da dobutamina em cavalos anestesiados com isofluorano

A influência da acepromazina (ACP) sobre a capacidade da dobutamina (DBT) em elevar a pressão arterial durante a anestesia com isofluorano (ISO) foi avaliada em seis equinos. Em ocasiões diferentes, os animais receberam aleatoriamente NaCl 0,9% (Controle), ACP 0,025mg kg-1 e ACP 0,05mg kg-1. O tratamento experimental foi administrado previamente à indução da anestesia. A manutenção da anestesia foi realizada em condições de normocapnia com ISO em oxigênio. A administração de DBT foi iniciada em doses progressivamente crescentes até que o valor de pressão arterial média (PAM) atingisse 70mmHg ou até a dose máxima de 5,0µg kg-1 min-1. Comparado ao basal, a administração da DBT resultou em elevação na frequência cardíaca e pressões arteriais sistólica, diastólica e média em todos os tratamentos. Porém, não houve diferença entre os tratamentos nessas variáveis. A PAM alvo (70mmHg) não foi atingida em 2/6, 2/5 e 0/6 animais dos tratamentos Controle, ACP0.025 e ACP0.05, respectivamente. A dose média de DBT para a PAM alvo foi de 3,5±1,8; 3,7±1,6 e 2,7±1,4µg kg-1 min-1 no Controle, ACP0.025 e ACP0.05, respectivamente (P>0,05). Nas condições deste estudo, o pré-tratamento com ACP não interfere na eficácia da DBT em elevar a pressão arterial de cavalos anestesiados com ISO.

fenotiazinas; catecolaminas; eqüinos; anestesia inalatória


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br