Influência do ácido indol butírico e substratos na propagação de amoreira-preta 'Xavante'

Ibrar Hussain Adriane Marinho de Assis Lilian Yukari Yamamoto Renata Koyama Sérgio Ruffo Roberto Sobre os autores

A amoreira-preta é uma espécie vegetal arbustiva que apresenta relevante importância econômica entre as culturas frutíferas. O Brasil é o maior produtor da América Latina. Para disponibilidade de boa qualidade e alta quantidade de mudas, o presente estudo foi realizado na Universidade Estadual de Londrina, PR, de janeiro a março, em 2013.O objetivo foi avaliar a mulitiplicação de amoreira-preta 'Xavante' em vários tipos de substratos sob diferentes níveis de ácido indol butírico (AIB). O delineamento experimental foi em blocos casualizados com dois fatores: substrato (casca de arroz carbonizada, vermiculita e fibra de coco) e AIB (0, 1.000, 2.000 e 3.000mg L-1), com cinco repetições, sendo cada repetição constituída por 10 estacas. As variáveis ​​avaliadas foram: estacas enraizadas, sobrevivência das estacas, retenção de folhas, estacas com folhas novas, número de raízes, comprimento de raízes e massa seca dos raízes. A maioria das variáveis foi significativamente afetada pelos substratos e AIB. A casca de arroz e vermiculita apresentaram melhor desempenho quanto à maioria das variáveis, enquanto a fibra de coco apresentou dempenho inferior. O AIB afetou significativamente a porcentagem de enraizamento e o número de principais raízes. Conclui-se que, para a otimizar a multiplicação de mudas de amoreira-preta 'Xavante' , tanto a casca de arroz carbonizada como a vermiculita podem ser usadas, associadas a 2.000mg L-1 de AIB

ácido indol butírico; vermiculita; fibra de coco


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br