Análise genética da resistência à ferrugem tropical em linhagens de milho-pipoca

Os objetivos deste estudo foram identificar linhagens e híbridos de milho-pipoca promissores quanto à resistência genética à ferrugem tropical (Ftrop, Physopella zeae) em cruzamentos dialélicos, envolvendo nove linhagens derivadas de uma grande parte do germoplasma brasileiro de milho-pipoca, e estimar parâmetros genéticos envolvendo a resistência à Ftrop. Cruzamentos e testemunhas foram testados em delineamento de blocos ao acaso, sob condições de casa-de-vegetação e inoculação artificial. As parcelas consistiram de um vaso de 14 litros, com quatro plantas. A Ftrop foi avaliada pela severidade e pela área abaixo da curva de progresso da doença. Os dados foram analisados pelo modelo dialélico de Griffing e parâmetros genéticos foram estimados. As estimativas de herdabilidade foram médias. A capacidade específica de combinação-CEC teve efeito significativo (P<0,10) para a resistência e foi oito a nove vezes maior que a capacidade geral de combinação-CGC (P>0,10). Isso indicou que os efeitos gênicos não aditivos foram mais importantes. Em geral, as possibilidades de melhoramento foram restritas. A linhagem 9 (L7.4) teve a mais destacada CGC para a resistência e os híbridos 1×7 e 3×6 tiveram destacada CEC e foram recomendados para melhoramento.

Zea mays L.; Physopella zeae; parâmetros genéticos; capacidades geral e específica de combinação; inoculação artificial


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br