Detecção de anticorpos anti: Rickettsia spp. em galinhas domésticas de criação extensiva em uma área endêmica para febre maculosa no estado do Rio Grande do Sul, Brasil

Este estudo teve como objetivo pesquisar anticorpos anti-Rickettsia spp. em soros de galinhas domésticas (Gallus gallus domesticus) de criação extensiva, provenientes de área considerada endêmica para febre maculosa no estado do Rio Grande do Sul. Foram coletadas 300 amostras de sangue e os soros obtidos foram testados para anticorpos anti-Rickettsia spp. pela Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI). A ocorrência de anticorpos anti-Rickettsia spp. observada foi de 1,33% (4/300), com títulos variando de 64 a 256 para Rickettsia rickettsii, Rickettsia parkeri e/ou Rickettsia bellii. Os resultados sugerem que essas galinhas domésticas não participam como reservatório e/ou hospedeiro amplificador na epidemiologia da febre maculosa na área endêmica. O presente estudo consiste na primeira pesquisa sorológica em Gallus gallus domesticus para rickettsia do grupo da febre maculosa no Brasil.

reação de imunofluorescência indireta; anticorpos; rickettsioses; galinhas domésticas


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br