Isolamento de Aerobacter (Campylobacter) cryaerophila de fetos suínos abortados

Isolation of Aerobacter (Campylobacter) cryaerophila from aborted pig fetuses

Resumos

Foram examinados 6 fetos suínos abortados no terço final da gestação, provenientes de duas granjas do Rio Grande do Sul, Brasil. Os órgãos internos (rim e fígado) de cada feto foram inoculados em meio semi-sólido de Tween 80/40 LH, visando o isolamento de leptospiras. Os tubos foram incubados a 30°C. Foi isolado de todos os materiais um microorganismo, classificado como Arcobacter cryaerophila. Estes foram os primeiros isolamentos desta bactéria no Brasil.

isolamento; Arcobacter cryaerophila; fetos suínos abortados


Samples of liver and kidney from aborted pig fetuses from two different farms were examined. Samples were cultured in semi-solid leptospira isolation media and incubated at 30°C. Arcobacter cryaerophila was isolated from all the specimens. These were the first reports on the isolation of the microorganism from pigs in Brazil.

isolation; Arcobacter cryaerophila; aborted pig fetuses


ISOLAMENTO DE Aerobacter (Campylobacter) cryaerophila DE FETOS SUÍNOS ABORTADOS

ISOLATION OF Aerobacter (Campylobacter) cryaerophila FROM ABORTED PIG FETUSES

Sérgio José de Oliveira1 1 Médico Veterinário, MSc, Pesquisador do IPVDF-FEPAGRO - Instituto de Pesquisas Veterinárias "Desidério Finamor", Caixa Postal 2076, 90001-970, Porto Alegre, RS. Autor para correpondência. Sandra Maria Borowski1 1 Médico Veterinário, MSc, Pesquisador do IPVDF-FEPAGRO - Instituto de Pesquisas Veterinárias "Desidério Finamor", Caixa Postal 2076, 90001-970, Porto Alegre, RS. Autor para correpondência. David Emilio Santos Neves de Barcellos2 1 Médico Veterinário, MSc, Pesquisador do IPVDF-FEPAGRO - Instituto de Pesquisas Veterinárias "Desidério Finamor", Caixa Postal 2076, 90001-970, Porto Alegre, RS. Autor para correpondência. Marcos José Pereira Gomes1 1 Médico Veterinário, MSc, Pesquisador do IPVDF-FEPAGRO - Instituto de Pesquisas Veterinárias "Desidério Finamor", Caixa Postal 2076, 90001-970, Porto Alegre, RS. Autor para correpondência. Ana Lúcia Stepan3 1 Médico Veterinário, MSc, Pesquisador do IPVDF-FEPAGRO - Instituto de Pesquisas Veterinárias "Desidério Finamor", Caixa Postal 2076, 90001-970, Porto Alegre, RS. Autor para correpondência.

- NOTA -

RESUMO

Foram examinados 6 fetos suínos abortados no terço final da gestação, provenientes de duas granjas do Rio Grande do Sul, Brasil. Os órgãos internos (rim e fígado) de cada feto foram inoculados em meio semi-sólido de Tween 80/40 LH, visando o isolamento de leptospiras. Os tubos foram incubados a 30°C. Foi isolado de todos os materiais um microorganismo, classificado como Arcobacter cryaerophila. Estes foram os primeiros isolamentos desta bactéria no Brasil.

Palavras-chave: isolamento, Arcobacter cryaerophila, fetos suínos abortados.

SUMMARY

Samples of liver and kidney from aborted pig fetuses from two different farms were examined. Samples were cultured in semi-solid leptospira isolation media and incubated at 30°C. Arcobacter cryaerophila was isolated from all the specimens. These were the first reports on the isolation of the microorganism from pigs in Brazil.

Key words: isolation, Arcobacter cryaerophila, aborted pig fetuses.

Desde 1992, foram reconhecidas 3 espécies do gênero Arcobacter associadas a doença em humanos e em animais: A. cryaerophila, A. skirrowii e A. butzleri. Este último causa enterite em humanos. Infecção por Arcobacter em animais tem sido associada a abortos e enterites (ANDAMME et al., 1992).

Arcobacter cryaerophila, anteriormente denominado Campylobacter cryaerophilus, diferencia-se de Campylobacter spp por multiplicar-se bem em aerobiose e necessitar ser cultivado em temperatura de 30°C para se obter o isolamento. Os primeiros cultivos da bactéria foram obtidos de tetos bovinos abortados (ELLIS et al., 1977) e de fetos suínos abortados (ELLIS et al., 1978). A. cryaerophila foi isolado também através do exame de "swabs" vaginais e prepuciais de suínos (JAHN 1983; LUITJEANS et al., 1986). Em que pese o microorganismo ter sido cultivado também de fetos suínos não abortados, de porcas abatidas em frigorífico, estes isolamentos ocorrem em menor número do que os cultivos obtidos de fetos abortados e de porcas com problemas de reprodução (LUITJEANS et al., 1986; WESLEY &. LARSON, 1994). Estas observações permitiriam sugerir que Arcobacter cryaerophila pode estar envolvido em transtornos reprodutivos em suínos.

O presente relato visa descrever o primeiro isolamento da bactéria, de órgãos de fetos suínos abortados, em nosso País.

Foram recebidos para exame laboratorial, 6 fetos suínos abortados, conservados em refrigeração, procedentes de duas granjas do Rio Grande do Sul. Os abortos haviam ocorrido no terço final da gestação. À necropsia, foi observado em alguns fetos, o aspecto hemorrágico dos rins. Houve suspeita de infecção por Leptospira sp.

Fragmentos de fígado e rim de fetos foram triturados e diluídos a 1:10 em água destilada, sendo inoculado 0,5ml em tubos contendo 5ml de meio semi-sólido Tween 80/40 LH, para isolamento de leptospiras (ELLIS et al., 1985). Os tubos inoculados foram incubados a 30°C, em aerobiose.

Gotas de cultura foram depositadas em lâmina de vidro e examinadas ao microscópio em campo escuro. Foram feitos também esfregaços, corados pelo método de Gram, a partir dos cultivos.

Os cultivos em meio semi-sólido foram repicados com alça para agar-sangue ovino e as placas foram deixadas em estufa a 37°C em aerobiose e também em jarra com 10% de CO2. Todas as amostras foram examinadas quanto à produção de catalase e oxidase, tolerância ao ácido nalidíxico (40 microgramas por ml) e cloreto de sódio a 3,5%).

Foi observado "anel de crescimento" nos meios semi-sólidos, caracterizado por zona esbranquiçada, situada aproximadamente a 1cm abaixo da superfície do meio, à semelhança de cultura de leptospiras. Todos os materiais das duas granjas apresentaram cultivo positivo. O exame microscópico em campo escuro revelou microorganismos muito móveis, com a morfologia de espirilos, apresentando formas variáveis de "vírgula", formas cocóides e formas longas helicoidais. O exame de esfregaços corados pelo método de Gram revelou formas Gram negativas com morfologia de Campylobacter. Apenas dois cultivos apresentaram contaminantes.

As colônias em agar-sangue eram pequenas (menores do que 1mm de diâmetro), não pigmentadas, convexas. Houve crescimento nas placas incubadas em aerobiose e também em atmosfera de 10% de CO2.

Todas as amostras foram catalase e oxidase positivas, não houve crescimento em presença de cloreto de sódio a 3,5% e também em meio contendo 40 microgramos por ml de ácido nalidíxico.

O isolamento de Arcobacter cryaerophila de órgãos internos de fetos abortados, em cultura pura, permite sugerir que a bactéria poderia estar envolvida naqueles casos de aborto. Até o momento ainda não está confirmada a patogenicidade de A. cryaerophila como causa de transtornos reprodutivos. As tentativas de infectar porcas resultaram inconclusivas porque não havia certeza de que os animais não estivessem previamente infectados (ELLIS, 1994, comunicação pessoal). Com o progresso da biologia molecular, poderá ser possível esclarecer esta dúvida, através do uso de sondas de DNA (WESLEY et al., 1994). Os estudos neste campo são muito recentes e ainda se encontram em andamento.

Caso seja confirmada a patogenicidade de A. cryaerophila, o estudo de infecção por esta bactéria ganharia incremento em todo o mundo, visto que o microorganismo tem sido pouco pesquisado.

Pelo fato de necessitar temperatura de 30°C para primeiro cultivo, muitos laboratórios não tem detectado o A. cryaerophila nos materiais examinados. Em nosso laboratório, continuam os estudos sobre a ocorrência dessa bactéria em casos de transtornos reprodutivos em suínos.

2Médico Veterinário, MSc, Pesquisador do IPVDF-FEPAGRO, Professor Adjunto do Departamento de Medicina Animal da Faculdade Veterinária da UFRGS, Porto Alegre, RS.

3Médico Veterinário, AVIPAL, Porto Alegre, RS.

Recebido para publicação em 18.10.94. Aprovado em 29.11.94.

  • ANDAMME, P., VANCANNEYT, M., POT, B. Polyphasic taxonomic study of the emended genus Arcobacter with Arcobacter hutzleri comb nov and Arcobacter skirrowii sp nov., an acrotolerant baclerium isolated from veterinary specimes. Intl J Systm Bacteriol, v. 42, p. 344-356, 1992.
  • ELLIS, W.A., NEILL, S.D., O'BRIEN, J.J. et al. Isoltion of Spirillum/Vibrio-like organisms from bovine fetuses. Vet Rec, v. 100, p. 451-452, 1977.
  • ELLIS, W.A., NEILL, S.D., O'BRIEN, J.J. et al. Isolation of spirillum-like organisms from pig fetuses. Vet Rec, v. 102, p. 106, 197H.
  • ELLIS. W.A., MC PARLAND, P.J., BRYSON, D.G. Leptospires in pig urogenital tracts and fetuses. Vet Rec, v. 117, p. 66-67, 1985.
  • JAHN, B. Campylobacter in genitaltrakt des schweines Inaugured Dissertation, Hannover, Tierrarzliche Hochshule Hannover, 1983.
  • LUITJEANS, W., JAHN, B., SHIMMELPFENNING, H.H. Studies on the occurrence of Campylobacter type Neill in aborted poreine fetuses and in the genital tract of sows. Int Cong of Pig Vet Society, p. 106, 1986.
  • WESLEY, I.V. & LARSON, D. Arcobacter - A new pathogen? Proccedings, American Association Swine Pratitioners, 25th Aun. Meeting, 1994, p. 352-354.
  • WESLEY, I.V., PASTER, B.J., DEWHIRST, F.E. Oligonucleotide probes for the genus Arcobacter based on 165 rRNA sequences. J Clin Microbiol (submitted) 1994.

  • 1
    Médico Veterinário, MSc, Pesquisador do IPVDF-FEPAGRO - Instituto de Pesquisas Veterinárias "Desidério Finamor", Caixa Postal 2076, 90001-970, Porto Alegre, RS. Autor para correpondência.

Datas de Publicação

  • Publicação nesta coleção
    22 Out 2009
  • Data do Fascículo
    1995

Histórico

  • Recebido
    18 Out 1994
  • Aceito
    29 Nov 1994
Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br