OCORRÊNCIA E DURAÇÃO DAS TEMPERATURAS MÍNIMAS DIÁRIAS DO AR PREJUDICIAIS À FECUNDAÇÃO DAS FLORES DO ARROZ EM SANTA MARIA, RS: .II - ESTIMATIVA DO NÚMERO DIÁRIO DE HORAS COM TEMPERATURAS BAIXAS

OCCURRENCE AND DURATION OF MINIMUM TEMPERATURES DAMAGING TO RICE FLOWER FECUNDATION IN SANTA MARIA, RS: II - ESTIMATIVE OF DAILY NUMBER OF HOURS WITH LOW TEMPERATURES

O presente trabalho objetivou testar os modelos analíticos utilizados por ANGELOCCI et al (1979), HELDWEIN (1983) e os propostos com ajustes para o verão de Santa Maria (Santa Maria, I, II e III) para estimar o número diário de horas com temperatura do ar ≤ 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16 e 17,0°C, para os meses de dezembro, Janeiro, fevereiro e março para Santa Maria, RS. A comparação entre os valores obtidos diretamente dos termogramas e os estimados por cinco modelos analíticos (ANGELOCCI et al, 1979; HELDWEIN,1983; Santa Maria I, II e III) foi feita em função dos valores médios diários de horas dos dias com temperaturas baixas, coeficientes de determinação, linear e angular da equação de 1° grau entre os valores reais e os estimados. Verifica-se que é possível estimar, com precisão satisfatória, o número diário de horas com temperatura do ar ≤ 17, 16, 15, 14, 13 e 12,0°C, utilizando os modelos analíticos de ANGELOCCI et al (1979) e o Santa Maria III.

lower temperatures in summer; rice; flower fecundation


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br