DIAGNÓSTICO DE Anaplasma marginale UTILIZANDO-SE SANGUE COAGULADO PARA A DETERMINAÇÃO DA PARASITEMIA

DIAGNOSIS OF Anaplasma marginale USING BLOOD CLOT FOR THE DETECTION OF PARASITEMIA

Um bovino esplenectomizado foi inoculado com os agentes da Tristeza Parasitária e observado, durante 40 dias, quanto à temperatura corporal, hematócrito e quadro clínico. Amostras de sangue, com e sem anticoagulante, foram coletadas da jugular nos 8°, 10°, 12°, 22°, 24° e 26° dias pós-inoculação, confeccionando-se lâminas de sangue através das técnicas de Distensão Fina, Distensão de Gota de Coágulo e Esfregaço de Fragmento de Coágulo. O corante de Giemsa puro e diluído foi utilizado para coloração das lâminas. A parasitemia por Anaplasma marginale foi mensurada através de percentagem em todas as lâminas e utilizada para a avaliação do desempenho das técnicas. Os resultados obtidos foram satisfatórios, principalmente quando utilizado o corante diluído, recomendando-se as 3 técnicas para pesquisa de Anaplasma para casos de comprovação de diagnóstico.

distensão; gota de coágulo; fragmento de coágulo; giemsa; hemozoários


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br