Cães domésticos em uma área rural fragmentada da Mata Atlântica: ameaça potencial para os animais selvagens

As habilidades dos cães domésticos como caçadores e pastores modificaram com a mudança do homem das áreas rurais para os centros urbanos em desenvolvimento, levando para uma mudança nas relações humanos-cães e o propósito desses animais nas propriedades. O município de Viçosa é caracterizado por pequenas fazendas com cafeicultura, cercadas nas bordas por fragmentos de Mata Atlântica. A proximidade desses ambientes favorece o encontro entre animais domésticos e selvagens, que pode resultar em ataques de cães sobre a fauna e, consequentemente, levar à transmissão de doenças. O objetivo do presente estudo foi compreender o papel de cães no ambiente rural e avaliar os possíveis riscos que eles oferecem para a fauna nativa. Os dados foram obtidos aplicando-se questionários estruturados respondidos pelos proprietários de cães rurais de Viçosa. Os resultados a respeito do status socioeconômico dos proprietários revelaram que a maioria pertence à classe média e baixo nível educacional formal. Há uma preferência por cães machos, devido à atividade de guarda e a maior parte vive sem contenção. Apesar de que a maioria tenha um bom manejo alimentar, 58% dos cães predam animais selvagens. Entretanto, mais da metade dos cães não consome suas presas. A maioria dos cães foi imunizada contra a raiva, mas somente 28,8% foram vacinados contra doenças infecciosas como leptospirose, cinomose e parvovirose. Conclui-se que o manejo dos proprietários, principalmente a falta de contenção, aliada à cobertura imunoprofilática, sugere que os cães são potenciais predadores e disseminadores de doenças sobre a fauna selvagem de Viçosa.

Mata Atlântica; Canis lupus familiaris; cão doméstico; rural


Universidade Federal de Santa Maria Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais , 97105-900 Santa Maria RS Brazil , Tel.: +55 55 3220-8698 , Fax: +55 55 3220-8695 - Santa Maria - RS - Brazil
E-mail: cienciarural@mail.ufsm.br