Consumo de medicamentos entre adultos na área de abrangência de uma Unidade de Saúde da Família

Consumption of medicines by adults within an area covered by a family health unit

Milene Zanoni da Silva Vosgerau Darli Antonio Soares Regina Kazue Tanno de Souza Tiemi Matsuo Gisele dos Santos Carvalho Sobre os autores

No Brasil, são poucos os estudos sobre consumo de medicamentos em adultos. Assim, o objetivo de pesquisa foi verificar o perfil de consumo de medicamentos e identificar fatores associados ao uso entre adultos de vinte a 59 anos. O delineamento da pesquisa foi transversal. A amostra foi composta por 374 indivíduos da área de abrangência de uma unidade saúde da família de Ponta Grossa (PR). As entrevistas ocorreram entre dezembro de 2006 e janeiro de 2007. O período recordatório foi de sete dias. Os medicamentos foram classificados segundo a Anatomical Therapeutic Chemical Classification. Testes de qui quadrado e de regressão logística foram utilizados para análise estatística. A prevalência de consumo de medicamentos foi de 67,1%. A utilização variou entre um e dezessete medicamentos. O analgésico foi a classe terapêutica mais consumida. Após análise multivariada, as variáveis que permaneceram associadas significativamente foram sexo, autopercepção de saúde, presença de doenças crônicas e filiação a plano de saúde. A farmácia comercial foi o principal local de acesso aos medicamentos (63,6%). A prevalência de consumo de medicamentos foi semelhante à encontrada em estudo nacional e internacional. Os achados desta pesquisa poderão nortear as ações das equipes saúde da família.

Uso de medicamentos; Farmacoepidemiologia; Prevalência; Programa Saúde da Família


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br