Prevalência e fatores associados à utilização de serviços públicos de saúde por homens adultos

Guilherme Oliveira de Arruda Thais Aidar de Freitas Mathias Sonia Silva Marcon Sobre os autores

Resumo

O objetivo do estudo foi identificar a prevalência e os fatores associados à utilização de serviços públicos de saúde por homens adultos residentes no município de Maringá-Paraná. Inquérito domiciliar realizado junto a 410 homens de 20 a 59 anos. A análise foi realizada mediante estatística descritiva e modelos de regressão logística múltipla. A prevalência de utilização de serviços públicos foi de 56,3%. Os homens que mais utilizaram serviços públicos de saúde foram aqueles com baixa escolaridade, sem plano de saúde, sem companheira, desempregados e que tiveram mais contato com enfermeiros e outros profissionais, que procuraram os serviços por doença/sintomas/ urgências, enfrentaram dificuldades no atendimento, classificaram o serviço de saúde como regular e elegeram a atenção e a prontidão como os aspectos mais importantes do atendimento em saúde, ajustados pela renda familiar, classe econômica e necessidade de tratamento. A atenção à saúde do homem deve ser reorganizada conforme os fatores associados à utilização dos serviços de saúde por eles, promovendo-se a aproximação e a centralização da assistência nos usuários, ampliando-se a participação masculina em práticas promocionais e preventivas.

Palavras-chave
Uso de serviços de saúde; Saúde do homem; Gênero e saúde; Políticas de saúde

ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br