O humor e o riso na promoção de saúde: uma experiência de inserção do palhaço na estratégia de saúde da família

Cristiane Miryam Drumond de Brito Regiane da Silveira Daniele Busatto Mendonça Regina Helena Vitale Torkomian Joaquim Sobre os autores

Resumo

O trabalho com diferentes formas de expressão artístico-culturais tem sido considerado forma de intervenção na saúde que enriquece as possibilidades de compreensão e reflexão sobre necessidades dessa área. Um grupo de palhaços caracterizados de médicos realizou visitas domiciliares por oito meses em dez famílias em micro áreas de duas equipes de saúde da família. A prática visou ampliar a resolubilidade do cuidado a pessoas e a coletividade com intensa proximidade estabelecida pela arte da palhaçaria. A ideia foi fazer intervenções nos domicílios de famílias em situação de vulnerabilidade social indicadas pelas equipes de saúde da família e utilizar a alegria, o humor, o riso como formas de provocar reflexões sobre problemas cotidianos. A presença dos “médicos-palhaços” nas casas foi capaz de construir vínculos fortes e livres com as famílias e de potencializar o cuidado humanizado e integral no contexto da estratégia de saúde da família. Juntos, palhaços e famílias construíram, de modo singular, possíveis soluções para dificuldades enfrentadas no dia a dia. Os palhaços e palhaças foram capazes de agenciar novas construções subjetivas para cada família lidar com situações cotidianas.

Palhaço; Médicos-palhaços; Estratégia saúde da família; Vínculo; Humanização; Integralidade

ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br