Uso de terapias complementares por mães em seus filhos: estudo em um hospital universitário

Use of complementary therapies by mothers in their children: study at an university hospital

O objetivo deste estudo é avaliar a utilização de terapias complementares (TC) por mães em seus filhos. Trata-se de um estudo transversal, descritivo. Foram entrevistadas 202 mães de crianças assistidas em um hospital universitário. As variáveis analisadas foram: uso de terapias complementares/motivos para tal, tipos de terapias utilizadas, sua finalidade, seus efeitos, revelação ao médico/motivos para tal e reação do médico. A prevalência de uso de terapias complementares foi 87,6%. De 177 mães que utilizavam TC, muitas mencionaram mais de um tipo, sendo: chás (72,8%), benzimento (41%), simpatias (12,9%), remédios/xaropes caseiros (8,4%), oração/promessa (7,4%), homeopatia (4,0%), tratamento espiritual/parapsicológico (4,0%), mistura de substâncias desconhecidas/garrafada (3%), massagem (2%) e reiki/florais (1,5%). As ervas mais utilizadas foram erva-doce (16,7%), camomila (14,8%) e hortelã (10,9%); 57,6% das mães não informaram o uso ao médico. Dos 499 tratamentos empregados, houve percepção de melhora em 429 (86%) e relato de dois casos de efeitos adversos. A prevalência do uso de terapias complementares foi alta, sendo os chás a terapia mais utilizada e erva-doce, camomila e hortelã as ervas mais usadas. Houve percepção de melhora na maioria das terapias usadas.

Terapias complementares; Pediatria; Educação médica; Terapias alternativas; Mães


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br