Atraso vacinal e seus determinantes: um estudo em localidade atendida pela Estratégia Saúde da Família

Immunization delay determinants: a study in a place attended by Family Health Strategy

O conhecimento dos determinantes da cobertura vacinal é relevante para o desenvolvimento de estratégias em Saúde Pública. Objetivou-se identificar a prevalência de sintomas depressivos, atraso vacinal e o perfil dos cuidadores em relação a escolaridade, situação sociodemográfica, estado civil e conhecimento sobre vacinação. A abordagem quantitativa foi escolhida utilizando-se um inquérito descritivo de base populacional, com a aplicação de um questionário e Inventário de Beck nos cuidadores de crianças na faixa etária de 0 a 5 anos, totalizando 339, numa equipe da Estratégia Saúde da Família no município de Cachoeirinha (RS). A prevalência de sintomas depressivos foi de 38,6%. Não foi identificada associação significativa entre sintomas depressivos nos cuidadores e atraso vacinal nas crianças (RC=1,0, IC 95%, 0,62-1,73). O percentual de atraso vacinal foi de 23,3%. A alta prevalência de sintomas depressivos entre as mães e a alta percentagem de atraso vacinal indicam a necessidade de uma rede de apoio social e a busca de melhor efetividade da atenção primária em saúde.

Atraso vacinal; Sintomas depressivos; Serviços de saúde


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br