Associação entre insegurança alimentar, determinantes sociais e desfechos nutricionais em mulheres grávidas: revisão e metanálise

Fran Demétrio Carlos Antônio de Souza Teles Djanilson Barbosa dos Santos Marcos Pereira Sobre os autores

Resumo

O estudo objetiva analisar a associação entre insegurança alimentar, determinantes sociais e estado nutricional de mulheres gestantes por meio de uma revisão sistemática e metanálise. As buscas de artigos ocorreram em cinco bases eletrônicas. Determinantes sociais (raça, escolaridade, participação em programa social) e estado nutricional (IMC pré-gestacional, ganho de peso gestacional, anemia) foram analisados em relação à situação de IA. Em cada estudo, a frequência de insegurança alimentar foi coletada para calcular a medida sumário- razão de prevalência (RP) e seu intervalo de confiança de 95%(IC95%). Foram selecionados 26 artigos. Observou-se elevada ocorrência de IA em gestantes pretas (RP:1,83; IC 95% 1,08-3.10), naquelas com participação em programas de proteção social (RP = 1.43; IC 95%= 1.02- 2.01) e com baixo nível de escolaridade (RP = 2.73; IC 95%= 1.68-4.43). O fato de a gestante possuir companheiro protegeu contra IA (RP = 0.61; IC 95%= 0.40-0.95). A experimentação da IA elevou a chance de sobrepeso (RP = 1.57; IC 95% = 1.29-1.91) e de obesidade (RP = 1.47; IC 95% = 1.15-1.87), assim como o ganho excessivo (RP = 1.42; IC 95% = 1.10-1.82) e inadequado (RP = 1.47; IC 95%= 1.09-1.97) de peso na gestação. Iniquidades sociais estão associadas a IA em gestantes.

Palavras-chave
Determinantes sociais da saúde; Mulheres grávidas; Segurança alimentar e nutricional

ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br