Uso de preservativos na última relação sexual entre universitários: quantos usam e quem são?

Laísa Rodrigues Moreira Samuel Carvalho Dumith Simone dos Santos Paludo Sobre os autores

Resumo

Foi conduzida pesquisa transversal para medir a prevalência do uso de preservativo na última relação sexual entre universitários e os fatores associados. Foram elegíveis estudantes de graduação de uma universidade pública federal, com idade igual ou superior a 18 anos, dos campi de Rio Grande/RS. Foi utilizada amostragem sistemática, em um único estágio, com base na listagem de turmas e questionário autoaplicável como instrumento. Foram empregadas análises descritiva, bivariada e multivariável, com regressão de Poisson para as duas últimas. Dos 1215 universitários incluídos na análise, a maioria tinha entre 20 e 29 anos de idade (65,6%) e 69,3% iniciaram a vida sexual antes dos 18 anos de idade. A prevalência do uso de preservativos na última relação foi de 41,5% (IC95%:38,7-44,3). Sexo masculino, menor faixa etária, uso de preservativo na primeira relação sexual, maior idade de início da vida sexual, não ter companheiro e parceiro casual na última relação aumentaram a probabilidade de uso de preservativos.

Palavras-chave
Preservativos; Universidades; Saúde sexual; Adulto

ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br