Consumo de leite e derivados entre adultos e idosos no Sul do Brasil: um estudo de base populacional

Consumption of dairy products by adults and the elderly in the south of Brazil: a population-based study

Estudo transversal de base populacional que avaliou a frequência de consumo de leite e derivados, segundo características demográficas e socioeconômicas entre adultos e idosos da cidade de Pelotas (RS). A frequência de consumo de leite e derivados foi medida por meio de um roteiro com perguntas curtas e simples. Avaliou-se, também, a origem (leite de vaca, soja, outro) e teor de gordura do leite consumido (integral, semidesnatado, desnatado). Nas análises estatísticas foram utilizados testes qui-quadrado de heterogeneidade e de tendência linear. A prevalência de consumo regular de leite e/ou derivados foi 45,9%, sendo 1,7 vezes maior entre idosos comparado aqueles com 20-29 anos de idade. Uma maior prevalência também foi observada entre mulheres, indivíduos brancos e de maior escolaridade. Nível econômico mostrou associação inversa e significativa com o desfecho. Quase a totalidade da amostra toma leite de vaca e mais de três quartos, com teor de gordura integral. Cerca de um quarto dos adultos não tomam leite e destes, menos de 20% consomem diariamente algum derivado lácteo. O consumo de leite e derivados, sobretudo com reduzido teor de gordura, deve ser encorajado entre adultos. Atenção especial deve ser dada aos mais jovens, homens e aqueles de menor escolaridade e nível econômico.

Produtos lácteos; Adulto; Idoso; Consumo de alimentos


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br