Práticas alimentares de estudantes cotistas e não cotistas de uma universidade pública brasileira

Patrícia Maria Périco Perez Inês Rugani Ribeiro de Castro Amanda da Silva Franco Daniel Henrique Bandoni Daisy Blumenberg Wolkoff Sobre os autores

Resumo

As práticas alimentares de universitários foram descritas e examinadas segundo forma de ingresso na universidade (cotistas e não cotistas). Foi realizado um estudo seccional com 1336 graduandos de uma universidade pública utilizando questionário autopreenchido e identificado abarcando os hábitos de realizar desjejum e de substituir o almoço e/ou o jantar por lanche e o consumo regular de alimentos marcadores de alimentação saudável e não saudável. A análise da associação entre forma de ingresso e práticas alimentares foi feita por meio de modelos de regressão logística uni e multivariada. Foram observadas proporções expressivas de: não realização do desjejum, substituição do jantar por lanche, baixo consumo de frutas, hortaliças e feijão e consumo frequente de bebidas açucaradas, guloseimas e biscoitos e/ou salgadinhos “de pacote”. Entre cotistas, foi mais frequente o consumo de feijão, de biscoitos e/ou salgadinhos “de pacote” e de biscoitos doces e menos frequentes a substituição de jantar por lanche e o consumo de hortaliças e de frutas. Cotistas e não cotistas apresentaram práticas alimentares com algumas semelhanças e desfavoráveis para a saúde. As diferenças observadas entre os dois grupos foram, em sua maioria, na direção de um quadro mais desfavorável para os cotistas, exceto para feijão.

Consumo de alimentos; Hábitos alimentares; Estudantes; Política social

ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br