Eficácia do Sistema de Informação de Nascidos Vivos na Amazônia Extremo-Ocidental Brasileira

Jamille Gregório Dombrowski Ricardo Ataíde Paola Marchesini Rodrigo Medeiros de Souza Cláudio Romero Farias Marinho Sobre os autores

O Sistema de Informação de Nascidos Vivos (SINASC) foi implantado no ano de 1990 com o objetivo de fornecer dados sobre as características de nascidos vivos para o estabelecimento de indicadores de saúde específicos. Objetivo: O presente trabalho avalia a qualidade da informação do SINASC quanto à incompletude dos seus dados e da cobertura para cinco municípios do estado do Acre nos anos de 2005 e 2010. Métodos: Foi calculada a incompletude (definida como dados em branco/ignorado) de cada variável, assim como a cobertura desse sistema através da comparação com as estatísticas do Registro Civil, segundo município de residência da mãe. Resultados: Observou-se um aumento da incompletude da maioria das variáveis e uma diminuição da cobertura de 2005 para 2010 no conjunto dos municípios avaliados, destoando dos resultados obtidos na maioria dos estudos que utilizam o SINASC como fonte de dados. Conclusões: Os resultados deste trabalho apontam para a importância da contínua capacitação e também para o incentivo ao preenchimento dos dados de forma correta e completa, bem como a conscientização da importância do SINASC para as políticas públicas de saúde.

Sistemas de informação; Nascidos vivos; Declaração de Nascimento


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br