Acessibilidade às Unidades Básicas de Saúde da Família na perspectiva de idosos

Accessibility to Basic Family Health Units from the perspective of the elderly

Dixis Figueroa Pedraza Amanda Manuella Dantas Nobre Francisco José Batista de Albuquerque Tarciana Nobre de Menezes Sobre os autores

Resumo

O objetivo deste artigo é avaliar a acessibilidade às Unidades Básicas de Saúde da Família na perspectiva dos idosos em um município do Nordeste brasileiro. Foram coletadas informações socioeconômicas e demográficas dos idosos e sua avaliação acerca da acessibilidade (organizacional, sociocultural e econômica) aos serviços oferecidos pela Estratégia Saúde da Família (ESF). Utilizou-se instrumento validado para avaliar a ESF pelos usuários em municípios paraibanos, o qual foi adaptado à população de idosos. Foi analisada a associação das variáveis socioeconômicas e demográficas com a avaliação da acessibilidade. Para a acessibilidade organizacional, idosos das classes econômicas inferiores apresentaram maior chance de emitir avaliação positiva aos horários de atendimento, e menor chance de avaliação positiva em relação à quantidade de atendimentos por dia e à facilidade em receber medicamentos. As mulheres apresentaram maior chance de avaliar positivamente a consulta com especialistas (acessibilidade econômica). A avaliação dos idosos mostra a existência de barreiras, principalmente na acessibilidade organizacional, que ainda persistem para a procura e a utilização dos serviços.

Avaliação de serviços de saúde; Programa Saúde da Família; Saúde do idoso

ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br