Fatores associados à iniciação sexual em mães de 14 a 16 anos em Porto Alegre/RS, Brasil

Mara Cristiany Rodrigues Spinola Jorge Umberto Béria Lígia Braun Schermann Sobre os autores

Resumo

O presente estudo analisou os fatores associados à iniciação sexual em 427 mães de 14 a 16 anos de Porto Alegre/RS/Brasil. Foram coletados dados referentes à condição sociodemográfica das adolescentes (cor da pele, religião e defasagem escolar) e dimensão reprodutiva (idade na menarca, idade na iniciação sexual, tipo de parceria na iniciação sexual e idade do parceiro) através de inquérito domiciliar. A avaliação dos dados foi realizada com o uso de análise bivariada e multivariada através de regressão de Poisson com variância robusta. Entre as adolescentes com iniciação sexual precoce (até os 14 anos), 77,4% tiveram menarca até os 12 anos e o parceiro na iniciação sexual foi casual em 16,4% dos casos. Essas variáveis foram associadas ao desfecho e mostram que menarca precoce (RP=1,26; IC95%:1,04-1,52) e parceiro casual na iniciação sexual (RP=1,28; IC95%:1,09-1,49) aumentam em, respectivamente, 26% e 28% a prevalência da iniciação sexual precoce. Este estudo evidencia a necessidade de fortalecer os programas e políticas de saúde já implantados, como o Programa Saúde do Escolar, e reforça que pais e professores precisam ser orientados de maneira integrada com o fim de facilitar o diálogo com as adolescentes e promover um aconselhamento adequado.

Palavras-chave
Sexualidade; Comportamento sexual; adolescente

ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br