Centralidade de gênero no processo de construção da identidade de mulheres envolvidas na rede do tráfico de drogas

Gender centrality in the process of identity construction of women involved in drug trafficking

O presente artigo tem como objetivo discutir as especificidades dos crimes cometidos por mulheres, em particular a participação feminina na rede do tráfico de drogas no Rio de Janeiro. Pretende ainda distinguir a criminalidade feminina da masculina. O estudo se baseia em reflexões realizadas a partir de entrevistas com oito mulheres com uma história de envolvimento no tráfico de drogas em favelas do Rio de Janeiro. A partir de uma abordagem discursiva sistêmica¹, a análise trata dos micro e macro elementos envolvidos na construção da identidade das participantes do estudo. Os resultados demonstram de que forma a entrada, a permanência e a saída de mulheres do tráfico de drogas podem ser compreendidas à luz de questões de gênero que, juntamente com cor e classe, determinam em grande parte os papéis desempenhados e os lugares ocupados por homens e mulheres na sociedade mais ampla.

Gênero; Violência; Criminalidade; Tráfico de drogas; Discurso


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br