Accessibility / Report Error

Então, minha filha, vamos se afomentar?Puxação, parteiras e reprodução em Melgaço, Pará

Come on my child, let's have some massage?"Puxação", midwives and reproduction in Melgaço, Pará

Soraya Fleischer Sobre o autor

Neste artigo, são apresentados dados etnográficos, coletados entre 2004 e 2005, relativos ao atendimento obstétrico oferecido por um grupo de 21 parteiras na cidade de Melgaço, estado do Pará, Brasil. A literatura já descreveu amplamente o trabalho das parteiras domiciliares no Brasil e em diversos países do mundo, mas há uma prática que foi muito pouco analisada até então. Este artigo tem como objetivo discutir mais precisamente a prática da puxação, massagem abdominal realizada sobretudo em gestantes. A puxação tem como objetivo aliviar indisposições, informar a posição e sexo do feto, a previsão da data e local do parto, socializar a mulher para a maternidade e contextualizar a gestação dentro dos padrões locais de reprodução, família, bem-estar e saúde. O que se observa é que estas parteiras oferecem um serviço pré-natal muito próprio e adequado às necessidades específicas das mulheres da cidade. Mesmo que o parto domiciliar esteja sendo paulatinamente substituído pelo parto hospitalar, este atendimento personalizado tem se ampliado.

Parteiras; Puxação; Parto domiciliar; Pará


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br