Serviços farmacêuticos na Atenção Básica: há sintonia entre farmacêuticos e usuários?

Tatiana Chama Borges Luz Maria Emília Silva de Souza Costa Daniela Santana Portes Lucas Barbi Costa e Santos Samuel Rodrigues Almeida e Sousa Vera Lucia Luiza Sobre os autores

Resumo

Este estudo investigou características estruturais e organizacionais de serviços farmacêuticos na Atenção Primária à Saúde, a partir do ponto de vista de farmacêuticos e de usuários. Foi utilizado delineamento de métodos mistos, combinando entrevistas semiestruturadas com 69 usuários e 4 farmacêuticos responsáveis pelos 5 serviços que dispensam medicamentos para a população, com análise de dados provenientes de banco de dados municipal. Coletaram-se os dados de fevereiro a agosto de 2014, em Divinópolis, município de Minas Gerais. Os serviços foram similares em termos das atividades realizadas e do perfil profissional dos trabalhadores. Enquanto os usuários preocupavam-se com a disponibilidade de medicamentos e desejavam a melhoria da estrutura dos serviços e dos recursos humanos, os farmacêuticos apontaram problemas relativos ao armazenamento dos medicamentos. Apesar da maioria dos usuários relatarem poucas informações sobre a utilização de seus medicamentos, nenhum farmacêutico declarou participar de atividades de dispensação. Houve pouca concordância entre os pontos de vistas de usuários e de farmacêuticos. A vantagem de se concentrar a dispensação de medicamentos em um número reduzido de unidades dispensadoras não foi observada na prática.

Atenção Primária à Saúde; Serviços farmacêuticos; Farmacêuticos; Usuários

ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br