Saúde ambiental global e desenvolvimento sustentável: o papel na Rio+20

Gregg Lawrence Furie John Balbus Sobre os autores

A Conferência da ONU Rio +20 sobre desenvolvimento sustentável representa uma oportunidade crucial para colocar a saúde ambiental à frente da agenda de desenvolvimento sustentável. Bilhões de pessoas que vivem em países de baixa e média renda continuarão a ser afligidas por doenças evitáveis devido a exposições ambientais modificáveis causando sofrimento desnecessário e perpetuando um ciclo de pobreza. Processos de desenvolvimento econômico atuais, enquanto aliviam muitos problemas de saúde e sociais, estão cada vez mais ligados a ameaças de saúde ambiental, abrangendo desde poluição do ar e inatividade física até mudanças climáticas globais. Práticas de desenvolvimento sustentável tentam reduzir o impacto ambiental e deveriam, em teoria, reduzir as consequências adversas da saúde ambiental em relação ao desenvolvimento tradicional. Ainda assim, esses esforços podem também resultar em danos não intencionais e em pior desenvolvimento econômico se a nova "Economia Verde" não for cuidadosamente avaliada para impactos na saúde ambiental e ocupacional adversos. A comunidade da saúde ambiental tem um papel essencial para desempenhar, enfatizando estas relações enquanto líderes internacionais se reúnem para criar políticas de desenvolvimento sustentável.

desenvolvimento sustentável; saúde ambiental; saúde global; mudança climática; Rio +20


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br