Acessibilidade aos serviços básicos de saúde: um caminho ainda a percorrer

Access to Primary Healthcare services: still a way to go

Antônio da Cruz Gouveia Mendes Gabriella Morais Duarte Miranda Karla Erika Gouveia Figueiredo Petra Oliveira Duarte Betise Mery Alencar Sousa Macau Furtado Sobre os autores

Este estudo tem por objetivo avaliar a acessibilidade nas Unidades Básicas da Estratégia de Saúde da Família (UB-ESF) e Unidades Básicas Tradicionais (UB-T) da cidade do Recife em 2009. Os dados foram coletados através de três instrumentos: roteiro de observação sistemática das unidades e questionários destinados aos usuários e profissionais das unidades. Trata-se de um estudo descritivo de corte transversal com abordagem quantitativa. Foram entrevistados 1.180 usuários, 61 médicos e 56 enfermeiros. Os resultados indicaram uma boa vinculação e adscrição dos usuários evidenciando a atenção básica como porta de entrada do sistema de saúde. Na confrontação entre UB-ESF e UB-T as avaliações são sempre favoráveis à estratégia de saúde da família, diferenças nem sempre significativas. O resultado geral evidenciou uma grande insatisfação geral com a facilidade para obter medicamentos, realizar os exames, com o tempo de espera e o acesso à referência especializada, demonstrando a existência de problemas organizacionais que podem se constituir em barreiras que limitam a acessibilidade dos usuários aos serviços básicos de saúde.

Atenção básica; Acessibilidade; Avaliação em saúde


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br