Impacto da capacitação no Suporte Avançado à Vida em Cardiologia (SAVC) na carreira profissional e no ambiente de trabalho

Lunia Sofia Lima Azevedo Lucas Gaspar Ribeiro André Schmidt Antônio Pazin FilhoSobre os autores

Resumo

Buscou-se avaliar o impacto do curso de Suporte Avançado a Vida em Cardiologia (SAVC) na carreira e no ambiente profissional de médicos formados em um centro de treinameto certificado pela American Heart Association (AHA). De 4631 estudantes (desde 1999 até 2009), 2776 foram encontrados, 657 cartas retornaram, sendo 388 excluidas da análise devido à não localização do endereço. A população final estudada foi composta por 269 participantes alocados em 3 grupos (< 3 anos, 3-5 anos e > 5 anos). Tempo maior de treinamento foi associado a sexo masculino, ter feito residência médica, de idade maior, melhores salários e mais tempo de formação, também menor chance de participar de um atendimento de parada cardíaca. No quesito mudança pessoal, nenhuma modificação foi detectada independentemente do tempo de curso. A única mudança no local de trabalho foi a implantação do desfibrilador externo automático (DEA) por aqueles que terminaram o curso há mais de 5 anos. Na análise multivariada, entretanto, a implementação de DEA não foi associada independentemente nesse grupo, que mostrou menor chance de repetir o curso. Os cursos SAVC deveriam enfatizar a forma como os médicos poderiam reforçar as mudanças no trabalho, melhorando a cadeia de sobrevida.

Parada cardíaca; Suporte Avançado à Vida em Cardiologia; Responsabilidade social

ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br