Preditores do medo de cair em idosos portugueses na comunidade: um estudo exploratório

Predictors of the fear of falling among community-dwelling elderly Portuguese people: an exploratory study

Sónia Cristina Antunes dos Santos Daniela Maria Pias de Figueiredo Sobre os autores

Resumo

O medo de cair é um fator de risco de queda. Também tem sido associado ao declínio funcional, diminuição da qualidade de vida e aumento do isolamento social na população idosa. Este estudo teve como objetivo analisar preditores do medo de cair em pessoas idosas portuguesas residentes na comunidade. Foi desenvolvido um estudo transversal com uma amostra de conveniência de 98 participantes (57,1% mulheres; média etária 74,07 ± 8,74 anos). O protocolo de coleta de dados incluiu um questionário sociodemográfico e de saúde, a Escala de Confiança no Equilíbrio específica para a Atividade, a Escala de Ansiedade e Depressão Hospitalar, a Escala Breve de Redes Sociais de Lubben, o Timed Up and Go, e o Teste de Sentar e Levantar Cinco Vezes. Os dados foram analisados com recurso à estatística descritiva e inferencial. Os resultados indicam que no gênero feminino (p = 0.01), a percepção de saúde física boa (p = 0.01) e moderada (p = 0.02) e os sintomas de depressão (p ≈ 0.00) são preditores do medo de cair. Controlar estes preditores é um aspecto fundamental para a promoção da independência das pessoas idosas, minimizando as consequências associadas ao medo de cair.

Palavras-chave
Pessoas idosas; Medo de cair; Preditores; Comunidade

ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br