Modelo assistencial em saúde: conceitos e desafios para a atenção básica brasileira

Hosanna Pattrig Fertonani Denise Elvira Pires de Pires Daiane Biff Magda Duarte dos Anjos Scherer Sobre os autores

Trata de uma reflexão teórica com objetivo de resgatar o debate conceitual sobre modelo assistencial em saúde e os desafios para a atenção básica no Brasil. O estudo caracteriza diferentes conceitos e terminologias relativas à expressão modelo assistencial e mostra que a saúde da família promoveu ampliação do acesso e incorporação do acolhimento e humanização das práticas. No entanto, verifica-se a persistência da centralidade do tratamento de patologias e dos cuidados ao corpo biológico, as dificuldades na implantação da integralidade e déficits na formação das equipes e nas condições e relações de trabalho. Concluiu que o termo modelo assistencial é polissêmico e que, embora existam propostas e políticas estruturantes de um modelo que avance em relação ao paradigma biomédico, as dificuldades para sua implementação são significativas.

Saúde da família; Políticas públicas de saúde; Atenção Primária à Saúde; Sistemas de saúde


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br