Determinantes socioeconômicos e demográficos na assistência à fratura de fêmur em idosos

Joselene Gomes Madeiras Eraldo Shunk Silva Mirian Ueda Yamaguchi Sonia Maria Marques Gomes Bertolini Cássia Kely Favoretto Costa Helen Katharine Christofel Marcelo Picinin Bernuci Ely Mitie Massuda Sobre os autores

Resumo

A fratura de fêmur afeta os idosos apresentando alta morbimortalidade. O objetivo do estudo foi analisar o perfil da assistência à fratura de fêmur em idosos, relacionando às condições socioeconômicas e demográficas, no Paraná entre os anos 2008 a 2013. As relações foram obtidas por meio de análise fatorial e construção dos índices: PAI - potencial de atenção ao idoso, cuja variável foi representada pelo PIB municipal idoso; PAP - potencial de atenção à população, representado pelo PIB per capta; e ET - eficiência do tratamento representado pela taxa anual de fraturas e taxa anual de óbitos por residência. Os municípios foram classificados de acordo com a faixa de variação por índice. Em relação ao PAI, 10 municípios foram classificados com baixo potencial de atenção ao idoso; 357 com moderado potencial; e 32 com baixo potencial. Em relação ao PAP, 12 municípios foram classificados com alto potencial de atenção à população; 303 com moderado potencial; e 84 com baixo potencial. Em relação ao ET, 109 municípios apresentaram alta eficiência do tratamento; 110 com moderada eficiência; e 180 com baixa eficiência. Conclui-se que o desempenho da economia exerce significativa influência na assistência à fratura de fêmur em idosos.

Palavras-chave
Fraturas femorais; Envelhecimento; Condições socioeconômicas

ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br