Percepção e utilização dos conteúdos de saúde coletiva por cirurgiões-dentistas egressos da Universidade Federal de Goiás

Perceptions and use of collective health by surgeon dentists egress from Federal University of Goiás

A atualidade tem exigindo dos profissionais cirurgiões-dentistas o desafio de rever o conceito de atenção à saúde. As Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) sugerem mudanças na graduação, incentivando a consolidação do SUS. Objetivou-se conhecer a percepção e utilização dos conteúdos de saúde coletiva na prática dos egressos de 2000 a 2002, do curso de odontologia da Universidade Federal de Goiás. Utilizou-se a metodologia da triangulação de técnicas. Encontrou-se que 83,3% dos egressos trabalham como cirurgião-dentista. Continuaram os estudos cursando pós-graduações e especializações (68,1%). Têm dúvidas sobre as ações em saúde coletiva, embora as pratiquem. Atuar no serviço público determinou realizações de mais práticas em saúde coletiva. Os principais entraves ao desenvolvimento de ações em saúde coletiva foram falta de recursos materiais complementares e dificuldade de valorização pela população. O conteúdo recordado principal foi a promoção da saúde (100%) e o mais utilizado foi a prevenção, seguida de educação em saúde. As práticas de estágio extramuros foram muito valorizadas. Conclui-se que há necessidade de maior clareza, durante a graduação, sobre o que sejam práticas em saúde coletiva e maior integração curricular na graduação em odontologia.

Saúde coletiva; Educação em Odontologia; Currículo de odontologia; Odontologia em saúde pública


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br