A não percepção da obesidade pode ser um obstáculo no papel das mães de cuidar de seus filhos

The non perception of obesity can be an obstacle to the role of mothers in taking care of their children

Ana Paula Paes de Mello de Camargo Antonio de Azevedo Barros Filho Maria Ângela Reis de Góes Monteiro Antonio Joel Sales Giglio Sobre os autores

O objetivo deste estudo foi revisar na literatura científica os artigos que investigam o papel das mães, dos pais e das famílias no tratamento da obesidade dos filhos. Buscou-se artigos originais nas plataformas Bireme (BVS) e Pubmed (Medline) e na base de dados Scielo, entre os anos de 2004 a 2010, com os descritores "the role of parents" and "childhood obesity", "the role of parents" and "child obesity treatment", "the mothers role" and "childhood obesity"; "the mothers" role" and "child obesity treatment", e em português. Foram selecionados 20 estudos, divididos em duas categorias temáticas.Verificou-se que há implicações do papel da familia, pai ou mãe na obesidade das crianças e mais especificamente, dos fatores relacionados ao papel das mães. Identificou-se como fundamental o papel dos pais, mães e familiares no sentido de promover comportamentos e estilos de vida saudável. A percepção materna distorcida faz com que o excesso de peso seja percebido como normal e isso pode prejudicar o tratamento. O reconhecimento do excesso de peso das crianças possivelmente poderá promover uma melhora na adesão e, além disso, pode ser o requisito necessário para a procura de ajuda profissional.

Revisão da literatura; Obesidade na infância e adolescência; Papel das mães


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br
Accessibility / Report Error