Auxiliando usuários de uma unidade de saúde a parar de fumar: relato de experiência

Assisting users of a health care unit to stop smoking: an experience report

Donatela Ramos Thais da Silva Tavares Soares Karin Viegas Sobre os autores

O tabagismo é responsável por 4,9 milhões de óbitos no Brasil e no mundo, a cada ano. Trata-se de um problema de saúde pública cada vez mais grave pelos prejuízos que causa à saúde humana, no que diz respeito às limitações na qualidade de vida, incapacitação para o trabalho, adoecimento e morte. A maioria dos óbitos vem ocorrendo nos países em desenvolvimento. Estratégias para o controle do tabagismo precisam ser intensificadas e qualificadas, em especial junto às populações de baixa renda. Apresenta-se aqui o relato de experiência com grupos do tipo cognitivo-comportamental para o controle do tabagismo, em uma unidade de saúde da periferia da cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. O número ainda pouco expressivo de pessoas que anualmente deixam de fumar nos demonstra o tamanho do desafio a ser enfrentado, sendo, portanto, necessário que mais profissionais se envolvam com a questão, em especial na rede básica de saúde pública.

Abandono do uso de tabaco; Tabagismo; Grupos de auto-ajuda; Unidade Básica de Saúde; Centros de saúde


ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Av. Brasil, 4036 - sala 700 Manguinhos, 21040-361 Rio de Janeiro RJ - Brazil, Tel.: +55 21 3882-9153 / 3882-9151 - Rio de Janeiro - RJ - Brazil
E-mail: cienciasaudecoletiva@fiocruz.br